Maioria dos professores condiciona volta às escolas à descoberta de vacina

17/06/2020

É uma tendência geral no Brasil e no resto do mundo, vez que as escolas são locais onde a Covid-19 pode se alastrar mais facilmente.

COMPARTILHE!

Publicidade

Imagem: aplicativo Canva.
Imagem: aplicativo Canva.

Educação | Pelo que se extrai de inúmeras matérias publicadas em portais no Brasil e resto do mundo, maioria dos professores condiciona retorno às aulas presenciais à descoberta de vacina contra a Covid-19. Pesquisa feita em Manaus, por exemplo, revela que quase 70% dos entrevistados adotam essa condição para voltar às atividades nas escolas.

Medo não é sem motivos

O receio de voltar às escolas antes que seja descoberta uma vacina não é sem motivos. Segundo especialistas das áreas médicas no mundo todo, os estabelecimentos de ensino estão entre os locais mais propícios à propagação do coronavírus. Retorno precipitado aos colégios pode levar a milhares de novas contaminações e mortes. "Seria um suicídio coletivo", diz o biólogo Charles N Fonseca, consultado pelo Dever de Classe. Continua, após o anúncio.

Familiares contaminados

A pesquisa feita em Manaus foi organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam). Além de constatar que 68% dos entrevistados exigem vacina para voltar ao trabalho, a consulta revelou ainda que mais de 60% deles declararam que tiveram algum familiar contaminado com o coronavírus. Mais um forte motivo para que não retornem às escolas antes que algum medicamento eficaz contra o vírus seja encontrado.

Com informações de: Estado Político

Vote nas enquetes!

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...