Economia

Sangria nos salários de quem não está mais na ativa se intensificou a partir da Reforma da Previdência criada pelo presidente Bolsonaro. Cortes nos benefícios chegam a até 14% mensais.
R$ 5,4 bilhões entrarão dia 10 nos cofres municipais. Segundo dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o decêndio é 15,24% maior do que o mesmo repasse de janeiro de 2021. Sem dúvidas, um bom incentivo inicial que pode ajudar no pagamento do piso do(a) professor(a).
Mudar cálculo de reajuste previsto para 2022 é questão de "vida ou morte" para o radical líder Paulo Ziulkoski e seus comandados em todas as regiões do País. Pauta está em destaque na lista de prioridades dessa confederação. Prefeitos estão fazendo vigília para pressionar deputados e senadores.
"Com arrecadação anual maior do que a prevista neste ano, o repasse está acima do esperado inicialmente. O montante é 31,4% maior em comparação com o mesmo repasse de 2020", diz a Confederação Nacional de Municípios. Majoração significativa de verbas favorece reajuste do magistério em janeiro de 2022.
Incluído valor da Educação, última parcela de novembro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) chega a quase R$ 3 bi. Com tais somas, mês fecha com R$ 12,7 bilhões, 29,18% maior do que o total repassado no mesmo mês de 2020 — R$ 9,8 bilhões. Festa geral, algo que ajuda a viabilizar, por exemplo, o reajuste dos professores em janeiro de 2022....