Professora propõe cancelar ano letivo e Enem e diz que aulas remotas são excludentes e entediam as crianças

15/06/2020 11:11

Educadora denuncia também organizações privadas que estão lucrando com o esquema milionário do ensino a distância.

COMPARTILHE!

Publicidade

Rodrigo Moreira, 8 anos. Garoto diz que está cansado de tanto olhar para a TV. Foto: Albetiza Moreira.
Rodrigo Moreira, 8 anos. Garoto diz que está cansado de tanto olhar para a TV. Foto: Albetiza Moreira.

Educação | A professora piauiense Albetiza Moreira concedeu entrevista exclusiva ao Dever de Classe onde diz que aulas remotas são excludentes e entediam as crianças. Ela propõe que ano letivo e Enem 2020 sejam cancelados. Como compensação, a educadora defende que em 2021 "os alunos façam duas séries com seleção de conteúdos e um calendário mais extenso." 

A docente, que tem larga experiência em sala de aula, fala também sobre o esquema milionário com dinheiro público que está por trás desse ensino a distância. Veja a entrevista, após anúncio, enquete e sugestão de matérias.

Vote na enquete!

Aulas remotas para crianças não é saída. Maioria dos alunos, principalmente das escolas públicas, nem internet de qualidade em casa tem. Método tem de ser repensado, pois é excludente. Além disso, a criança fica entediada. Para seu desenvolvimento, ela tem de interagir com outras crianças e o professor é um mediador fundamental.

Quais os principais problemas dessas aulas remotas, além do caráter excludente que têm?

São desinteressantes, sem animação. A criança fica entediada, abre a boca, dá sono, não se concentra. O Rodrigo [Moreira], meu sobrinho de 8 anos, disse que está cansado de tanto olhar para a TV. Na primeira aula, o menino já ficou impaciente. Continua, após o anúncio.

Qual a saída, então?

O melhor seria cancelar o ano letivo, Enem e no próximo ano os alunos fariam duas séries com seleção de conteúdos e um calendário mais extenso.

E quanto a grupos privados que estariam ganhando dinheiro público com esse esquema de ensino a distância?

É verdade. Embora a mídia não divulgue, o que se sabe é que fundações como a Lemann e Roberto Marinho estão ganhando dinheiro com essas aulas remotas. E tem também até umas TVs mequetrefes nesse mesmo esquema.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...