Estadão | Lula está preso e inelegível! É melhor parar de insultar a justiça, diz Ciro em apoio a Moro! Saiba e compartilhe...

27/04/2018 10:21

Ciro sugere que Lula é um criminoso comum e que as ações de Moro e da lava-jato são coisas do "mundo civilizado". Por isso, aconselha os acampados em Curitiba a parar de insultar a "justiça" e a aceitar que Lula está inelegível

DA REDAÇÃO | Não é mais novidade que Ciro Gomes (PDT-CE), em relação a Lula e ao PT, é o famoso "amigo da onça". São muitas as suas declarações pela mídia a favor dos carrascos de Curitiba, embora também diga que tem "apreço" pelo maior líder popular do País. Neste sentido, Ciro deu a entender hoje  (27) no Estadão, com o "coração partido", que Lula é um criminoso comum e que os petistas devem aceitar que ele [Lula] está inelegível.


Veja, após o anúncio, trechos transcritos literalmente da entrevista de Ciro ao Estadão e comentários críticos do Dever de Classe:

  • Sobre a candidatura Lula: "Seu principal líder preso e eles [petistas] constrangidos a uma solidariedade que ainda afirma a candidatura do Lula, mesmo preso e inelegível. Olho com respeito o tempo do PT, mas toco minha bandinha." (Grifos nossos).

Ciro conhece a lei e sabe que o fato de Lula estar preso não o impede de se candidatar e ser eleito. A legislação eleitoral do Brasil permite isso. Por que então Ciro faz tal afirmação? Para se solidarizar com os carrascos de Curitiba e com a mídia golpista, em particular a Globo e o próprio Estadão. E também para tentar ganhar apoio entre os coxinhas. Veja mais:

  • Sobre defender a campanha Lula Livre: "Dói no meu coração ver um ex-presidente que fez tanto bem ao País preso. A política, entretanto, tem uma crueldade. Nossa responsabilidade é com o futuro de 206 milhões de pessoas. Minha solidariedade não me tira a disciplina de produzir uma alternativa para o Brasil, independentemente do destino do Lula e do PT." (Grifos nossos).

Num Português mais claro, a fala de Ciro pode ser lida assim.: "Lula, eu estou com o coração partido e te amo... Mas quero que fiques preso e não atrapalhes meu projeto pessoal de chegar à presidência da república em 2018". (Continua, após o anúncio).

  • Sobre os manifestantes acampados em Curitiba: "Não me parece ser a providência mais razoável fazer um acampamento com palavras de ordem insultando o Judiciário às vésperas do julgamento. Das duas uma: ou você confia nas instituições e recorre a elas para corrigir injustiças ou não confia." (Grifos nossos).

Aqui, Ciro confunde deliberadamente manifestação democrática e pacífica com insulto, ou seja, com algo reprovável social e politicamente. Na verdade, porque ele mesmo confia na "seriedade" dos carrascos de Lula, quer obrigar os petistas a, caladinhos, confiarem também.

  • "Sobre prisão inconstitucional em segunda instância: "O mundo civilizado inteiro garante apenas dois graus de jurisdição para crimes comuns. É muito raro que se dê a um julgamento de crime comum quatro graus de jurisdição. O correto era corrigir a distorção institucional que, hoje, garante quatro graus de jurisdição." (Grifos nossos)(Continua, após o anúncio).

Para Ciro, como se vê, Lula é um criminoso comum e as ações de Moro e da lava-jato que passaram por cima da Constituição brasileira e prenderam Lula injustamente são coisas do "mundo civilizado". Por isso, como diz, é preciso corrigir a distorção institucional que tornou Moro um fora da lei, ou seja, é preciso mudar a Constituição para dar legalidade à "República de Curitiba".

Com um amigo desses, Lula e o PT nem precisam de mais inimigos. 

LEIA TAMBÉM:

Lula | Em sua coluna deste domingo (8) no Estadão, a jornalista Eliane Cantanhêde reafirma o que o mundo todo já sabe sobre o encarceramento do ex-presidente Lula, ou seja, que ele era um preso político e só estava atrás das grades para não disputar as eleições de 2018.
E agora há pouco o mesmo Estadão deu a seguinte notícia:...