Amigo da onça | Oportunista, Ciro prega condenação rápida de Lula! Assista e compartilhe...

14/12/2017

Sabe Ciro e o resto do planeta que todas as acusações contra Lula não passam de uma grande farsa jurídica. Assim, ao defender a celeridade da justiça no caso do petista, Ciro apenas torce, como qualquer fascistoide do País, pela imediata condenação e prisão do maior líder popular do Brasil 

DA REDAÇÃO | No vídeo ao final da matéria, o presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) prega, de forma sutil e tristemente oportunista, a condenação rápida de Lula pelo TRF4, órgão responsável por julgar recursos da lava-jato, cujo chefe é o justiceiro Sérgio Moro. 

Com outras palavras, Ciro defendeu a prisão do ex-presidente, o que, obviamente, tornaria Lula inelegível. O desejo já várias vezes manifestado por Ciro é que Lula não concorra em 2018 para, naturalmente, abrir as portas da presidência para o ex-governador do Ceará.

"Justiça boa é justiça rápida"

Alega Ciro em sua fala que são infundadas as críticas da defesa de Lula de que a justiça age de forma rápida para julgar e condenar o petista, cujo enforcamento está marcado para 24 de janeiro próximo, em Porto Alegre. "Justiça boa é justiça rápida", diz ele. (Continua após anuncio).

Ora, sabe Ciro e o resto do planeta que todas as acusações contra Lula não passam de uma grande farsa jurídica. Assim, ao defender a celeridade da justiça no caso Lula, Ciro apenas torce, como qualquer fascistoide do País, pela imediata condenação e prisão do petista.

Cinismo

As declarações de Ciro não são apenas oportunistas. São cínicas também. Para tentar confundir os pró Lula, Ciro diz também que espera que juízes (parciais) inocentem Lula. Ora, Ciro sabe que a sentença condenatória já está pronta. Um amigo da onça é o que Ciro é.

Assista!

LEIA TAMBÉM:

Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...