Com a Pec 32, servidor atual será 'espremido' dentro dos órgãos públicos

28/09/2021

Reforma Administrativa deixará o atual funcionário no meio de uma série de campos, todos com forte potencial para hostilizá-lo. Lutas por melhores condições de trabalho e salários podem se tornar bem mais difíceis.

Publicidade

Pec 32 'ensanduícha' o atual servidor. Ilustração: Dever de Classe.
Pec 32 'ensanduícha' o atual servidor. Ilustração: Dever de Classe.
Por Landim Neto, editor do Dever de Classe
Por Landim Neto, editor do Dever de Classe

Economia | O texto da Reforma Administrativa (Pec 32) do governo Bolsonaro aprovado na Comissão Especial da Câmara deixa o atual funcionário no meio de uma série de campos, todos com forte potencial para hostilizá-lo e deixá-lo 'espremido' dentro dos órgãos públicos.

De um lado, governos da União, DF, estados e municípios ficam autorizados a reduzir em até 25% a jornada e o salário do servidor. Gestores poderão também usar as avaliações periódicas de desempenho para mandar o atual funcionário embora.

Por outro lado, empresários passarão a ter o direito de se apoderar de setores essenciais do serviço público — como Saúde e Educação. É óbvio que vão querer enquadrar os atuais servidores no ritmo de empresas privadas, cujo único fim é a obtenção de lucro fácil às custas da super exploração do trabalhador. Continua, após o anúncio.

Ilustração: Dever de Classe
Ilustração: Dever de Classe

Por fim e não menos preocupante, o atual servidor — caso a Pec 32 seja aprovada em definitivo nos plenários da Câmara e Senado — deverá encontrar hostilizações até entre seus pares.

O pessoal que se enquadrará nas carreiras típicas de Estado — muito poucos — manterá privilégios e certamente não será solidário, por exemplo, à luta dos professores, enfermeiros, merendeiras e vigias de escolas por melhores salários. Muito pelo contrário, o mais provável que ocorra.

E ainda têm os temporários. Estes, contratados sem concurso público e em caráter de amplíssima instabilidade, com certeza serão coagidos a sabotar toda e qualquer greve ou reivindicação direta dos atuais servidores.

Com a Pec 32, portanto, servidor atual será 'espremido' dentro dos órgãos públicos  É preciso lutar para barrar a aprovação desse projeto.



Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite também para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org

João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre economia

Incluído valor da Educação, última parcela de novembro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) chega a quase R$ 3 bi. Com tais somas, mês fecha com R$ 12,7 bilhões, 29,18% maior do que o total repassado no mesmo mês de 2020 — R$ 9,8 bilhões. Festa geral, algo que ajuda a viabilizar, por exemplo, o reajuste dos professores em janeiro de 2022....