"Não sabia que Bolsonaro defende assassinato de inocentes", diz ex-apoiadora! Assista e compartilhe...

06/10/2018 16:49

Jornalista Vladimir Herzog, morto durante a ditadura militar defendida por Jair Bolsonaro
Jornalista Vladimir Herzog, morto durante a ditadura militar defendida por Jair Bolsonaro

Em vídeo, Bolsonaro diz que não acredita em eleições e que a saída é uma guerra civil e morte de 30 mil pessoas, inclusive inocentes. Declarações chocou ex-apoiadora

Bolsonaro | A autônoma paulista Andreia Assunção disse que não sabia que o candidato Jair Bolsonaro defende tortura e até assassinato de pessoas inocentes. Assunção se refere ao vídeo ao final da matéria, que circula pelas redes sociais e onde o capitão do exército diz que não acredita em eleições e que a saída é fechar o Congresso Nacional e partir para uma guerra civil no País, onde seria preciso matar umas 30 mil pessoas, inclusive inocentes. (Continua, após o anúncio)

"Não me ligo muito em redes sociais nem em política. Mas estava com vontade de votar em Bolsonaro. Após me mostrarem o vídeo onde ele fala em tortura e matar 30 mil pessoas e até inocentes, mudei de ideia. Acho que não vou mais votar em ninguém ou talvez vote no candidato do PT ou no Ciro", diz a autônoma.


Veja a fala de Bolsonaro 

Leia também: