Câmara retifica notícia sobre PL contra piso do magistério

21/01/2022

Projeto de Lei 2075/21 foi arquivado em setembro de 2021, após autor — deputado Hildo Rocha — ser torpedeado pelos educadores nas redes sociais.

Deputado Hildo Rocha (MDB-MA) pediu arquivamento de seu projeto. Foto: Câmara dos Deputados/reprodução.
Deputado Hildo Rocha (MDB-MA) pediu arquivamento de seu projeto. Foto: Câmara dos Deputados/reprodução.

Educação | A Agência Câmara de Notícias noticiou na quinta-feira (20) que o Projeto de Lei nº 2.075/21 estaria novamente em discussão na Câmara dos Deputados, após pedido dos prefeitos. Tal como divulgamos AQUI no Dever de Classe, no entanto, tal PL foi arquivado ano passado, por solicitação do próprio autor — deputado Hildo Rocha (MDB-MA). O parlamentar foi duramente torpedeado nas redes sociais por propor revogar a lei do piso do magistério e, com isso, acabar os reajustes pelo custo aluno e a jornada extraclasse dos professores. Após o anúncio, veja a correção da notícia dada ontem.


A Nota da Agência Câmara de Notícias:

"Correção: projeto sobre salários de professores foi arquivado em setembro do ano passado"

"A Agência Câmara de Notícias errou ao publicar nesta quinta-feira (20) uma matéria sobre o Projeto de Lei 2075/21, do deputado Hildo Rocha, que trata do piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. O projeto foi arquivado em setembro do ano passado a pedido do autor e não está mais em tramitação na Câmara dos Deputados."

Fonte: Agência Câmara de Notícias (21/01/2022 - 13:03)


Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite também para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org - João R P Landim Nt 

Siga-nos!

Mais recentes sobre educação

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.