De acordo com o Código Penal, filho de Bolsonaro pode pegar até 8 anos de cadeia! Leia e compartilhe...

18/12/2018 11:36

Família Bolsonaro conseguirá explicar relatório do COAF?  Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Família Bolsonaro conseguirá explicar relatório do COAF? Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Caso semelhante ao da família Bolsonaro ocorreu recentemente e deu cadeia a um parlamentar de Fortaleza

Palavras-chavebolsonarojustiçapolítica | Pelo que reza a justiça brasileira, caso se comprove que Flávio Bolsonaro — filho de Jair Bolsonaro — usou seu ex-motorista e assessor Fabrício Queiroz para beneficiar a família do capitão através de verbas de gabinete, haverá o crime de concussão. Tal ilícito pode dar até 8 anos de cadeia ao primogênito do presidente eleito, além de multa. Veja, após o anúncio:

Art. 316 do Código Penal - Exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida:

Pena - reclusão, de dois a oito anos, e multa. 


Caso semelhante

Caso semelhante ao da família Bolsonaro ocorreu recentemente e deu cadeia. Segundo o site Carta Capital: "Em 2014, em Fortaleza, o vereador Antônio Farias de Souza foi preso por supostamente incorporar em seus rendimentos salário de assessores. A acusação foi de concussão, descrita no Código Penal, e que prevê prisão. Antônio, conhecido por 'Aonde é', foi expulso de seu partido, o PTC. O processo ainda está em andamento." Continua, após o anúncio.

Evidências

As evidências de que a família Bolsonaro andou aprontando são grandes, tal como indica relatório do COAF. Para reforçar tal suspeita, os brasileiros se perguntam: cadê o motorista Queiroz? Por que mesmo ele depositou R$ 40 mil na conta de dona Michelle Bolsonaro? E de onde saíram de fato os mais de R$ 1,2 milhão que movimentou em sua conta pessoal em apenas um ano? Cabe ao ex-juiz Moro, à justiça e à PF esclarecer.

Curta nossa página para receber atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes sobre justiça: