"Fechará meu órgão e tem família em caso de corrupção. Como fui tola, meu Deus, em acreditar nesse capitão", diz servidora do MT! Leia e compartilhe...

07/12/2018 19:22

Mesmo antes de assumir, Bolsonaro já perdeu vários ex-seguidores / Foto: José Cruz/Agência Brasil
Mesmo antes de assumir, Bolsonaro já perdeu vários ex-seguidores / Foto: José Cruz/Agência Brasil

Se continuar assim, quando tomar posse o capitão pode em pouco tempo ficar mais impopular que Michel Temer 

Política | O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) ainda nem assumiu e já é grande o descontentamento com o que pode ser o seu futuro governo. Antipatia cresce inclusive entre muitos que votaram no capitão reformado do Exército. Ao final da matéria, desabafo completo de uma servidora do Ministério do Trabalho, órgão que Bolsonaro decidiu extinguir a partir de janeiro de 2019. A moça mostra arrependimento por ter escolhido Bolsonaro para ocupar o Palácio do Planalto. "Como fui tola, meu Deus, em acreditar nesse capitão", diz.

Leia também: Moro corre de pergunta sobre possíveis ilícitos em que esposa e filho de Bolsonaro são citados!

Razões do precoce descrédito

Muitos bolsonaristas não veem com bons olhos várias ações do presidente eleito, dentre as quais indicar ministros envolvidos em casos de corrupção, como Paulo Guedes (Economia) e Mandetta, Saúde. 

Outros tantos reprovam o fim do Ministério do Trabalho, como é o caso da servidora que desabafou pelo Facebook. Há ainda os que condenam as ameaças do capitão de querer desafiar o mundo árabe e atrair terroristas para o Brasil. Continua, após o anúncio.

Por fim, a citação de Michelle Bolsonaro e Flávio Bolsonaro em relatório que narra possíveis ilícitos. Se continuar assim, quando assumir o capitão pode em pouco tempo ficar mais impopular que Michel Temer.


Veja, desabafo da funcionária do MT:

Mais recentes sobre política: