Gasto milionário com biscoito dá para pagar auxílio emergencial de R$ 600 a mais de 83 mil desempregados

26/01/2021

É absurdo por cima de absurdo. Enquanto muitos amargam a falta de trabalho e o fantasma da fome, Bolsonaro & cia esbanjam dinheiro público.

Publicidade

Que biscoitos caros são esses? Foto/Reprodução.
Que biscoitos caros são esses? Foto/Reprodução.

Economia | A exposição das despesas do governo Bolsonaro com compras de supermercado estão escandalizando o Brasil. É absurdo por cima de absurdo. Enquanto muitos amargam a falta de trabalho e o fantasma da fome, Bolsonaro & cia esbanjam dinheiro público. Só o que torraram com biscoitos dava para garantir auxílio emergencial de R$ 600 a mais de 83 mil pessoas. Veja, após o anúncio.

Gastos do governo Bolsonaro com biscoitos em 2020!

R$ 50.149.168,18 (cinquenta milhões, cento e quarenta e nove mil, cento e sessenta e oito e mil e dezoito centavos).

Dinheiro dava para pagar auxílio emergencial de R$ 600 a mais de 83 mil desempregados!

  • Fonte: Painel de Compras do Ministério da Economia

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...

Lei Complementar contra o magistério, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em março deste ano, desconsiderou — para efeito de vários e importantes benefícios — quase dois anos de trabalho dos profissionais da educação, maio de 2020 a 31 de dezembro de 2021, fase crítica da pandemia de Covid-19. Na prática, é como se o magistério não tivesse...
Anúncios de pagamento devem se intensificar no mês de dezembro. Expectativa é que muitos estados e inúmeros municípios paguem o abono aos profissionais do magistério. CNTE luta para mudar critério de distribuição.
Objetivo é garantir ganho real para a categoria logo a partir de janeiro. Documento com outras importantes pautas dessa área foi entregue ao setor de educação da equipe de transição do futuro governo Lula.