Deputados discutem hoje volta às aulas presenciais nos estados

07/07/2020

Retorno às escolas agora é rejeitado por quase 100% dos educadores de todo o País.

COMPARTILHE!

Publicidade

Rodrigo Maia, presidente da Câmara. Imagem: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados.
Rodrigo Maia, presidente da Câmara. Imagem: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados.

Educação | Segundo o site da Câmara dos Deputados, a Comissão Externa dessa casa legislativa discutirá hoje (7) o retorno às aulas presenciais nos estados. 

Essa mesma Comissão acompanha também as ações do governo no combate ao coronavírus. 

Discussão envolve redes pública e privada. Ampla maioria dos professores é contra o retorno às escolas agora. Continua, após o anúncio.

Quem participa

Ainda de acordo com o site da Câmara: "Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares, entre outros, a secretária-executiva-adjunta do Ministério da Educação, Maria Fernanda Bittencourt; o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Luiz Miguel Garcia; e o diretor da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, Hermano Castro."

"A reunião da comissão externa será realizada no plenário 3 partir das 15 horas." O Dever de Classe acompanhará a discussão e dará todos os detalhes depois.

Professores estão contra

Maioria dos professores é contra a reabertura das escolas agora, conforme se observa nas enquetes após o anúncio.

Enquete 1

Enquete 2

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...
No final, o monstro assassino é derrotado, morre... Mas volta para dar mais um susto na plateia.