"Bolsonaro já ganhou", diz professora, com ironia

10/10/2022

Alguns poucos docentes certamente vão se indignar com a fala da colega de profissão.

 O "mito" que come até carne de índio com banana. Foto/Reprodução.
O "mito" que come até carne de índio com banana. Foto/Reprodução.

POLÍTICA | Adaptado de um texto já publicado aqui no Dever de Classe, a professora cearense Cláudia N Carvalho envia para publicação uma espécie de "aclamação" reversa ao presidente Jair Bolsonaro. Alguns poucos docentes certamente vão se indignar com a fala da colega de profissão. Confira, após o anúncio.

O que Bolsonaro já ganhou, na visão da professora

Bolsonaro já ganhou o título de genocida e ser mais abjeto e desumano do Brasil.

Bolsonaro já ganhou o título de chefe de milícias, organizador de rachadinhas e esquemas de corrupção.

Bolsonaro já ganhou o título de valentão pras mulheres e tchutchuca pro centrão.

Bolsonaro já ganhou o título de perverso contra pobres e herói dos ricões.

Bolsonaro já ganhou o título de canibal, comedor de índio com banana.

Bolsonaro já ganhou o título de mito dos descerebrados, zumbis que não enxergam um palmo à frente do nariz.

Bolsonaro já ganhou o título de melhor presidente para os políticos mais velhacos e corruptos do país. 

Continua, após o anúncio.

Bolsonaro já ganhou o título de "cristão" dado por evangélicos charlatães.

Bolsonaro já ganhou o título de mais eficaz para militares que vivem torrando dinheiro público em quartéis e gabinetes palacianos.

Bolsonaro já ganhou o título de melhor presidente para professor alienado, que se guia por mensagens que recebe de WhatsApp.

Bolsonaro já ganhou o título de maior mentiroso do planeta.

Bolsonaro já ganhou o título de perdedor nestas eleições

Fortaleza, 10 de outubro de 2021.

CNC

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org

João R P Landim Nt

Siga nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Siga-nos!

Mais recentes...

Lei Complementar contra o magistério, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em março deste ano, desconsiderou — para efeito de vários e importantes benefícios — quase dois anos de trabalho dos profissionais da educação, maio de 2020 a 31 de dezembro de 2021, fase crítica da pandemia de Covid-19. Na prática, é como se o magistério não tivesse...
Anúncios de pagamento devem se intensificar no mês de dezembro. Expectativa é que muitos estados e inúmeros municípios paguem o abono aos profissionais do magistério. CNTE luta para mudar critério de distribuição.
Objetivo é garantir ganho real para a categoria logo a partir de janeiro. Documento com outras importantes pautas dessa área foi entregue ao setor de educação da equipe de transição do futuro governo Lula.