Pressionado, Bolsonaro reconhece reajuste do magistério

27/01/2022

O Dever de Classe já havia antecipado que o governo seria obrigado a se posicionar nos próximos dias, devido à enorme repercussão que o assunto ganhou em todo o Brasil.

Presidente já deveria ter feito anúncio oficial desde o dia primeiro de janeiro, data em que a correção salarial do magistério começou a valer neste ano de 2022. Foto: Agência Brasil.
Presidente já deveria ter feito anúncio oficial desde o dia primeiro de janeiro, data em que a correção salarial do magistério começou a valer neste ano de 2022. Foto: Agência Brasil.

Educação | Conforme antecipamos ontem aqui no Dever de Classe, o presidente Jair Bolsonaro — sob forte pressão — falou sobre o reajuste do magistério e declarou que "dará o máximo que a lei permite". Como todos já sabem, o máximo que a lei permite para este ano é 33,23%. Continua, após o anúncio.

Leia também: 

A fala de Bolsonaro

No famoso cercadinho do Palácio da Alvorada (26), após ser questionado até por uma professora que o apoia, o presidente declarou:

"Eu vou seguir a lei. Governadores não querem o [reajuste de] 33%. Eu vou dar o máximo que a lei permite, que é próximo disso [33%], ok?" 

Leia tambémNegar reajuste desagrada até docentes bolsonaristas

 Continua, após o anúncio.

Anúncio oficial deve ser feito o mais rápido possível

Já que não teve como fugir da responsabilidade e reconheceu publicamente que os professores têm direito ao reajuste, o presidente Jair Bolsonaro deve agora anunciar oficialmente, através de Nota por escrito à imprensa, aquilo que prometeu no circo que promove diariamente com seus apoiadores. Na verdade, tal anúncio já deveria ter sido feito desde o dia primeiro de janeiro, data em que a correção salarial deste ano começou a valer.

Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite também para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org - João R P Landim Nt 

Siga-nos!

Mais recentes sobre educação

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.