Terça-feira (14) ocorrerá na Câmara importante votação sobre a Reforma Administrativa

12/09/2021 11:10

É o futuro dos servidores públicos de todo o Brasil que está em jogo. Pec 32 atinge pessoal dos três poderes da União, DF, estados e municípios. Atuais e novos funcionários são atingidos.

Publicidade

Arthur Maia (DEM-BA) conseguiu piorar o texto original da Pec 32. Foto (sem os tópicos): Gustavo Sales/Câmara dos Deputados.
Arthur Maia (DEM-BA) conseguiu piorar o texto original da Pec 32. Foto (sem os tópicos): Gustavo Sales/Câmara dos Deputados.

Economia | Está agendada para terça-feira (14) a Discussão e Votação do Parecer do Relator Arthur Maia (DEM-BA), que trata da Reforma AdministrativaPec 32. Será às 09h00, no Anexo II e Plenário 02 da Câmara.

É o futuro dos servidores públicos de todo o Brasil que está em jogo. Pec 32 atinge de forma muito negativa o pessoal dos três poderes da União, DF, estados e municípios. Estabilidade, salários, direitos adquiridos, concursos... Tudo é mexido para pior. Medida atinge atuais e novos funcionários.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), CUT e partidos de esquerda se mobilizam para barrar o projeto. Continua, após o anúncio.

Três motivos para o servidor se mobilizar contra a Pec 32:

  1. Ao contrário do que o governo e a grande mídia dizem, reforma acaba a estabilidade do servidor, pois introduz novas formas de demissão para o funcionário hoje estável.
  2. Reforma veda direitos adquiridos e congela carreiras e salários dos atuais  e futuros servidores. Novos funcionários, na verdade, entrarão sem direito nenhum.
  3. Projeto significa na prática a privatização e terceirização do setor público brasileiro.

Mobilização

A CNTE, CUT e partidos de esquerda se mobilizam para barrar o projeto. Ações nas ruas e redes sociais estão sendo feitas. Dia 14 deverá ter manifestação de servidores em Brasília.

Compartilhe e curta abaixo nossa página no Facebook, para receber atualizações sobre este tema.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

PIX

CPF 22629149315 . João Rosa Paes Landim Neto

Mais recentes sobre economia