Contra a lei | Ministro do TSE sugere que Lula fique fora das eleições! Leia e compartilhe...

20/05/2018 07:08

Nova manobra dos golpistas para barrar Lula na prática apenas confirma o óbvio: só a mobilização popular pode garantir que Lula seja candidato em 2018. Não há qualquer saída institucional nessa questão 

DA REDAÇÃO | O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga declarou, segundo o global G1: "Convém à democracia que uma pessoa sabidamente inelegível prossiga a sua propaganda eleitoral e fique na urna?". Gonzaga foi indicado ao TSE por Michel Temer (MDB).

LEIA TAMBÉM:

Greve Geral, a justiça e Lula  | O caminho mais difícil é a prisão! 

Na conjuntura atual do País, não é preciso sequer ser médio entendedor para saber que Admar Gonzaga se refere a Lula (PT). Embora a legislação eleitoral brasileira e a lei da 'ficha limpa' permitam que Lula seja candidato, ainda que esteja na prisão, golpistas já preparam novas armações à margem de qualquer lei para impedi-lo de registrar sua candidatura e aparecer na urna eletrônica. 


Neste sentido, é o próprio G1 que, entusiasticamente, destaca: (Ver após o anúncio).

"Para evitar essa situação [Lula ser candidato e seu nome aparecer na urna para os eleitores], alguns ministros do TSE cogitam até mesmo tomar uma decisão 'de ofício', isto é, sem esperar a contestação da candidatura por um partido ou pelo Ministério Público".


Trapaça

Tal "decisão de ofício", de acordo com resoluções deste ano do próprio TSE, não passa de uma trapaça política travestida de decisão legal. Veja o que diz o TSE, em oposição ao que declarou o G1 sobre fala de Admar Gonzaga:

"O candidato cujo registro esteja sub judice pode efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica enquanto estiver sob essa condição." (Continua, após o anúncio).

Só a mobilização garante a candidatura

Nova manobra dos golpistas para barrar Lula na prática apenas confirma o óbvio: só a mobilização popular pode garantir que Lula seja candidato em 2018. Não há qualquer saída institucional nessa questão. 

LEIA TAMBÉM:

DA REDAÇÃO | O deputado Jair Bolsonaro (PSL-Rio) é só um laranja do PSDB, embora tenha conquistado uma legião de seguidores que tem forte antipatia pelos tucanos. Por que os fãs do "mito" não percebem que estão sendo enganados? Porque se guiam muito pela emoção e não por qualquer ínfimo sentido de racionalidade.