Reitora diz que aulas só voltam em 2020 se for encontrado um remédio que controle o coronavírus

27/05/2020

Fala reflete uma tendência nacional. Educadora defendeu também adiamento do Enem: "Como fazer as provas? Todos com o EPI? Difícil." 

COMPARTILHE!

Publicidade

Denise Pires de Carvalho, reitora da UFRJ. Foto/reprodução.
Denise Pires de Carvalho, reitora da UFRJ. Foto/reprodução.

Educação | Segundo O Globo (27), Denise Pires de Carvalho — reitora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (URFJ) — declarou que aulas presenciais só retornam em 2020 se for encontrado um medicamento que controle o coronavírus. Fala da educadora, que também defende o adiamento do Enem, reflete uma tendência nacional. Continua, após o anúncio e a enquete.

O que disse a reitora, de acordo com O Globo

Sobre a volta às aulas e o remédio contra o coronavírus:

"Esse medicamento não existe ainda. Ainda sou otimista: se encontrar até agosto, setembro, um coquetel de medicações que controle o vírus, pode ser que se retorne presencialmente ainda em 2020." Continua, após o anúncio.

Sobre o Enem:

"Impossível o Enem ser realizado em novembro em cidades como o Rio de Janeiro. Aqui não teremos, provavelmente, escolas completamente abertas. Como fazer as provas? Todos com o EPI? Difícil."

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

1932. O mafioso Al Capone começa, em Atlanta, a cumprir uma sentença de onze anos de prisão por sonegação de impostos.

1979. Margaret Thatcher vence as eleições gerais do Reino Unido e torna-se a primeira mulher a ser primeira-ministra britânica.

No entendimento de José Professor Pachêco e Renato Coelho de Farias, a correção do piso deve ser pelo custo aluno executado, e não pelo custo aluno estimado. Deste modo, índice de 2024 é 4,70%, e não 3,62%. Nesta linha, valor nominal deste ano é R$ 4.633,44, em vez de R$ 4.580,57. Foi o que divulgamos aqui em matéria do Dever...