Sob pressão da esquerda, relator avalia retirar professores dos efeitos da Pec do Calote

30/10/2021

PT, PSOL e PCdoB lutam para que Pec 23/2021 seja retirada de pauta definitivamente.

Hugo Motta (PP-PB), relator da Pec 23/2021, mais conhecida como Pec do Calote. Cleia Viana/Câmara dos Deputados.
Hugo Motta (PP-PB), relator da Pec 23/2021, mais conhecida como Pec do Calote. Cleia Viana/Câmara dos Deputados.

Economia | Após vários adiamentos e duas tentativas frustradas de aprovar a Pec 23/2021 no Plenário da Câmara, relator da medida, deputado Hugo Motta (PP-PB), avalia retirar precatórios do antigo Fundef do teto de gastos, segundo matéria da Folha de S.Paulo (29). Caso isto se efetive, professores serão poupados dos efeitos da Pec do Calote

Esquerda pressiona

PT, PSOL e PCdoB lutam para que Pec 23/2021 seja retirada de pauta definitivamente. É por conta da forte oposição desses partidos ao projeto — bem como da mobilização de servidores do magistério —, que essa proposta deve ser derrotada na Câmara e Senado.

Resistência

De acordo também com a Folha, há resistência ao relatório da Pec 23 assinado por Hugo Motta até em partidos do centrão e da base do governo, inclusive quanto à questão do calote no magistério. 

Positivo

Fatos são positivos para os profissionais da Educação e podem levar a desfecho diferente do que imagina o presidente Jair Bolsonaro: usar dinheiro do calote no magistério e em outras dívidas da União para financiar o programa eleitoreiro "Auxílio Brasil" em 2022. Continua, após o anúncio.

Lira nega

Segundo matéria da Agência Câmara de Notícias (28), "Arthur Lira negou a possibilidade de tirar mais precatórios do teto de gastos, como os pagamentos de dívidas do antigo Fundef." Isto se contrapõe às intenções do relator Hugo Motta veiculadas na matéria da Folha.

Dificuldades para o governo

Apesar desse desencontro de opiniões entre o presidente da Câmara e o relator da Pec do Calote, o fato é que não está fácil aprovar esse projeto. Dificuldades para o governo neste sentido crescem a cada dia. 

Na quarta-feira da próxima semana, processo continua no Plenário da Câmara.


Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite também para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org

João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre economia

Nota Técnica da CNTE esclarece que rateio de sobras é algo já pacificado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), sendo necessário apenas que legislativos de estados e municípios digam através de leis próprias como a divisão de recursos previstos e não gastos deve ser feita. Professores membros de conselhos do Fundeb apontam o caminho a seguir para...