Ideia | Garrincha e o mirabolante plano de Ciro Gomes para vencer em 2018! Leia e compartilhe...

02/05/2018 16:26

Ciro Gomes (PDT-CE / Foto: Agência Brasil
Ciro Gomes (PDT-CE / Foto: Agência Brasil

DA REDAÇÃO | Circula desde a Copa do Mundo de 1958 a história de que o então técnico da seleção brasileira Vicente Feola criou um mirabolante plano para derrotar a poderosa equipe da União Soviética. A ideia, apresentada num canto a Garrincha, era mais ou menos assim, conforme narrativa de Luiz Zanin Oricchio, do Estadão: 

"Mané, você pega a bola e dribla o primeiro beque; quando chegar o segundo, você dribla também. Vai até a linha de fundo e cruza forte para trás, para o Vavá marcar". Malicioso, Garrincha respondeu: "Tudo bem, seu Feola, mas o senhor já combinou com os russos?"

Pois bem. Ciro Gomes (PDT-CE) já criou também o seu plano mirabolante para vencer as eleições presidenciais de 2018. Pelos recentes ataques que faz em relação a Lula, e por alguns afagos que tem feito a Bolsonaro, pode-se inferir que a ideia é mais ou menos assim: (Ver após o anúncio)

Lula, por estar preso, não poderá disputar as eleições. Com isso, no primeiro turno, ainda que o PT lance candidato próprio, não chegará ao segundo, pois este será ocupado pelo próprio Ciro e por Alckmin ou Marina. Bolsonaro, portanto, será excluído também logo na primeira etapa da eleição.

Com isso, os eleitores do PT, ainda que descontentes, terão que obrigatoriamente votar em Ciro, pois abominam o Alckmin e não votarão na traidora Marina. E os eleitores de Bolsonaro irão também para Ciro, porque enxergarão na Marina ou em Alckmin a razão maior de terem dado descarga no mito logo no primeiro turno. (Continua, após o anúncio).

Perfeito. Só falta o Ciro combinar com o povo. No jogo contra a União Soviética, em 1958, o Brasil ganhou por 2 X 0, em particular por conta das genialidades de Pelé e Garrincha, e não por efeito do plano do Feola. Sessenta anos depois, Ciro só faz gol contra.

LEIA TAMBÉM: