Deputado que é contra usar Fundeb para valorizar professores já recebeu R$ 219 mil de salários em apenas seis meses

21/07/2020

COMPARTILHE!

Gastos gerais do parlamentar com salários e outros benefícios somam mais de R$ 400 mil no primeiro semestre.

Publicidade

Deputado Tiago Mitraud. Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados.
Deputado Tiago Mitraud. Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados.

Educação |  Durante discussão na Câmara, o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG) criticou o uso do Fundeb para pagamento de salários. "Perde-se muito tempo defendendo interesses corporativistas e aumento de gastos não relacionados à qualidade do ensino. Aumentar salário [dos professores] não implica aumento de qualidade do ensino", declarou, segundo matéria da Agência Câmara de Notícias (20). 

Após o anúncio, veja quanto esse parlamentar já recebeu de dinheiro público em apenas seis meses para hostilizar os salários do pessoal do magistério. 

Nadando em dinheiro público

Segundo o Portal da Transparência da Câmara, o deputado Tiago Mitraud já recebeu a seguinte bolada nos seis primeiros meses de 2020 (R$):

  • Salário mensal: 33.763,00
  • Total até junho: 202.578
  • Antecipação de 50% do 13º salário: 16.881,50
  • Total Geral de Salários: 219.459,05. Continua, após o anúncio.

Regalias

O Portal da Transparência informa também que o deputado Tiago Mitraud teve direito no primeiro semestre deste ano a muitos benefícios que, somados ao polpudo salário, chegam a mais de R$ 400 mil. Veja (R$):

  • Cota Parlamentar: 4.838,38
  • Verba de Gabinete: 179.597,25
  • Total Geral de Salários e Benefícios: 403.894.68

Enquanto isso, o valor do piso nacional do magistério em 2020, para jornada de 40 horas semanais ou dois turnos, é apenas R$ 2.886,24.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...
No final, o monstro assassino é derrotado, morre... Mas volta para dar mais um susto na plateia.
Ao todo, percentual de corte chega a 96% para 2023, o que é um enorme prejuízo para as crianças e profissionais que atuam na área. Educação de Jovens e Adultos (EJA) também foi tesourada em 56% de suas verbas. Um massacre em toda a Educação Básica