Governo propõe entregar R$ 6 bilhões do Fundeb para os tubarões do setor privado de ensino

20/07/2020

COMPARTILHE!

Ideia é obrigar pais e mães a pegar R$ 250 do fundo para pagar creches particulares.

Publicidade

Foto: Agência Brasil.
Foto: Agência Brasil.

Educação | O governo Bolsonaro quer entregar por ano R$ 6 bilhões do Fundeb para os tubarões do setor privado de ensino. Manobra é para se dar através do Renda Brasil, programa que deve substituir o Bolsa Família. Ideia é dar R$ 250 do Fundeb a beneficiários desse novo programa social e obrigá-los a colocar os filhos em creches particulares. Seria um voucher-creche. Informe sobre tal projeto está em matéria de hoje (20) da Folha de S.Paulo.

Diz a Folha:

"Pelo plano do Ministério da Economia, um auxílio de R$ 250 seria pago como adicional a beneficiários do novo Bolsa Família, batizado de Renda Brasil."

"De acordo com o governo, esse recurso não seria livremente usado no pagamento de benefícios assistenciais. Haveria uma espécie de carimbo para que a verba seja direcionada especificamente para o pagamento do voucher-creche. Com esse recurso em mãos, o beneficiário poderia procurar uma creche particular para matricular o filho." Continua, após o anúncio.

Favorecer mercadores da educação

O que Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes querem é fazer cortesia com o chapéu alheio. Em vez de buscarem novos recursos através da cobrança de impostos a bancos e grandes empresários, querem que o dinheiro de manter as escolas públicas e pagar os docentes favoreçam mercadores da educação. Um absurdo.

Medida deve ser votada esta semana na Câmara.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

1932. O mafioso Al Capone começa, em Atlanta, a cumprir uma sentença de onze anos de prisão por sonegação de impostos.

1979. Margaret Thatcher vence as eleições gerais do Reino Unido e torna-se a primeira mulher a ser primeira-ministra britânica.

No entendimento de José Professor Pachêco e Renato Coelho de Farias, a correção do piso deve ser pelo custo aluno executado, e não pelo custo aluno estimado. Deste modo, índice de 2024 é 4,70%, e não 3,62%. Nesta linha, valor nominal deste ano é R$ 4.633,44, em vez de R$ 4.580,57. Foi o que divulgamos aqui em matéria do Dever...