Mesmo com crise da Covid-19, deputados e senadores recebem 13º antecipado, cotão e outras regalias

21/07/2020 03:28

Só de salário, cada parlamentar recebeu em junho R$ 50 mil. E nenhum privilégio foi cortado durante a pandemia.

COMPARTILHE!

Publicidade

Não há tempo ruim para os "representantes do povo". Foto: Banco de imagens da Câmara dos Deputados
Não há tempo ruim para os "representantes do povo". Foto: Banco de imagens da Câmara dos Deputados

Política | Segundo matéria da coluna Painel, da Folha de S.Paulo (20), mesmo com a crise da Covid-19, deputados e senadores receberam R$ 50 mil bruto em junho. "Trata-se da soma da remuneração mensal mais a antecipação de metade da gratificação natalina [13º salário], prática exercida pelo Congresso todos os anos. Nenhum benefício dos parlamentares sofreu alteração durante a pandemia", conforme veremos após o anúncio.

Leia também:

  1. Militares usam governo Bolsonaro para ganhar muito dinheiro às custas dos cofres públicos
  2. Guedes propõe congelar salário do servidor de estados e municípios para combater a saúde

Mordomias

Diz ainda a coluna da Folha:

[Além dos altos salários], "entre as mordomias mantidas [para os parlamentares] estão a verba mensal de gabinete, de R$ 111 mil, e o cotão, que vai de R$ 30,7 mil a R$ 45,6 mil, para gastos com alimentação, transporte etc."

"Enquanto [isso], 9,3 milhões de trabalhadores da iniciativa privada tiveram salários suspensos ou reduzidos em até 75%." 

COMPARTILHE!

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...