Mesmo com crise da Covid-19, deputados e senadores recebem 13º antecipado, cotão e outras regalias

20/07/2020

Só de salário, cada parlamentar recebeu em junho R$ 50 mil. E nenhum privilégio foi cortado durante a pandemia.

COMPARTILHE!

Publicidade

Não há tempo ruim para os "representantes do povo". Foto: Banco de imagens da Câmara dos Deputados
Não há tempo ruim para os "representantes do povo". Foto: Banco de imagens da Câmara dos Deputados

Política | Segundo matéria da coluna Painel, da Folha de S.Paulo (20), mesmo com a crise da Covid-19, deputados e senadores receberam R$ 50 mil bruto em junho. "Trata-se da soma da remuneração mensal mais a antecipação de metade da gratificação natalina [13º salário], prática exercida pelo Congresso todos os anos. Nenhum benefício dos parlamentares sofreu alteração durante a pandemia", conforme veremos após o anúncio.

Leia também:

  1. Militares usam governo Bolsonaro para ganhar muito dinheiro às custas dos cofres públicos
  2. Guedes propõe congelar salário do servidor de estados e municípios para combater a saúde

Mordomias

Diz ainda a coluna da Folha:

[Além dos altos salários], "entre as mordomias mantidas [para os parlamentares] estão a verba mensal de gabinete, de R$ 111 mil, e o cotão, que vai de R$ 30,7 mil a R$ 45,6 mil, para gastos com alimentação, transporte etc."

"Enquanto [isso], 9,3 milhões de trabalhadores da iniciativa privada tiveram salários suspensos ou reduzidos em até 75%." 

COMPARTILHE!

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...