Educadora dá 6 dicas de como deixar as crianças menos inquietas dentro de casa enquanto escolas não reabrem

23/01/2021

Em primeiro lugar é preciso os pais terem paciência e se conscientizar de que ainda não é hora de mandar os filhos de volta para as escolas. Depois, é só seguir alguns passos que tudo se resolve.

Publicidade

A criançada está 'pintando o sete' dentro de casa. Imagem ilustrativa: arquivos Webnode.
A criançada está 'pintando o sete' dentro de casa. Imagem ilustrativa: arquivos Webnode.

Educação | Após todo o ano de 2020 praticamente sem nenhuma aula presencial, muitas crianças e adolescentes estão muito inquietos dentro de casa, o que estressa bastante a maioria dos pais. 

Há até mãe que liderou ato nacional pelo retorno imediato das aulas presenciais, sob a alegação de que a filhinha de 6 anos estava ansiosa e sem querer comer.

A pedagoga pernambucana Lígia L Ferreira, consultada pelo Dever de Classe via Messenger, dá 6 dicas para que pais e mães enfrentem com mais tranquilidade essa situação. Todas as sugestões são ótimas. Mas a dica de número 6 é imperdível. Veja, após o anúncio.

Confira as 6 dicas da educadora:

1. Procure se conscientizar de que ainda não é o momento das crianças retornarem às escolas.Quando alguém reflete e consegue entender que é necessário passar por algum tipo de situação indelicada por uma causa nobre, uma espécie de conforto sempre vem. E haverá causa mais nobre do que preservar a saúde e a vida do próprio filho ou filha? Além disso, você tem que demonstrar para seu filho que é adulto. Criança ou adolescente é ele e não você.

2. Esforce-se para conversar e ser paciente. Muitas crianças e adolescentes estão inquietos porque sentem falta e saudades do ambiente de muito diálogo dentro das escolas e sala de aula. Busque suprir essa carência conversando mais com seu filho, ouvindo com paciência o que ele tem a dizer e lhe explicando que tudo em breve voltará ao normal. Continua, após o anúncio.

O contato e conversa saudáveis com os pais deixa as crianças mais tranquilas. Imagem: arquivo Webnode.
O contato e conversa saudáveis com os pais deixa as crianças mais tranquilas. Imagem: arquivo Webnode.

3. Brinque com eles e os estimulem para brincadeiras criativas. Muitas crianças se acalmam e se divertem pelo simples fato de brincar com seus pais. Brinque com eles ou os estimule para brincadeiras criativas com jogos educativos ou outras atividades lúdicas que eles gostem.

4. Estimule seu filho a pintar ou pelo menos mexer em algum instrumento musical. A arte é algo que acalma e eleva todo mundo, desde pequeno. Compre material de pintura ou um instrumento musical para eles.

A pintura e o desenho são ótimos para distrair as crianças. Imagem ilustrativa: arquivos Webnode.
A pintura e o desenho são ótimos para distrair as crianças. Imagem ilustrativa: arquivos Webnode.

Continua, após o anúncio. 

5. Concentre-se e tenha bastante calma quando for cobrar participação em aulas remotas ou ensinar tarefas. Manter-se concentrado, sereno e amoroso é uma poderosa arma para acalmar uma criança inquieta por estar dentro de casa. É preciso manter a autoridade, mas com respeito. Ao exigir estudos e ensinar tarefas, não esqueça disso.

6. Por fim, não esqueça também que o eventual estresse que você passa agora, professores e professoras têm o ano todo e nenhum morre por isso. Isto vai ajudar a acalmar você. E seu filho agradecerá e se acalmará um pouco mais também.

Docentes: estresse o ano todo. Foto: Depositphotos.
Docentes: estresse o ano todo. Foto: Depositphotos.

Compartilhe e curta abaixo nossa página no Facebook, para receber atualizações sobre este tema.

Faça uma pequena doação de um valor qualquer para que possamos continuar a manter este site aberto. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Doar com PagSeguro

Curta nossa página e receba atualizações sobre este tema!

Mais recentes sobre educação...

Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...
Sobras de recursos devem ser pagas em forma de abono até o dia 31 deste mês. Devido ao aumento do percentual mínimo que deve ser gasto durante o ano com o magistério e ausência de reajuste salarial, estados, DF e municípios devem devolver dinheiro não utilizado aos educadores. Preencha os campos e veja o resultado em seguida.
Quem tem carga horária menor receberá menos, R$ 12.400. Benefícios desse tipo estão sendo anunciados e pagos em todo o Brasil e são obrigatórios, caso um prefeito ou governador não tenha gasto neste ano o percentual mínimo de 70% do Fundeb com a folha do magistério. Educadores de todas as localidades têm de cobrar do Conselho desse fundo e...
Prefeitos e governadores, principalmente os primeiros, anunciam ações radicalizadas neste mês de dezembro para tentar derrubar o reajuste de 31,3% previsto para o magistério. Em sentido contrário, isto é, em defesa desse aumento, categoria deve também partir para a ação.
"Raspa Tacho 3" é resultado de recursos previstos e não gastos do fundo em 2021. Valor é proporcional à jornada de trabalho e deve ser pago até o final deste mês. Abono desse tipo pode ser pago em todos os estados e municípios do País, tal como muitos gestores já começaram a anunciar e fazer. O Dever de Classe...