Brasil é um dos que menos gasta com aluno da Educação Básica; veja lista de países

27/07/2020

País só ganha da Indonésia, Colômbia, México e Turquia.

COMPARTILHE!

Publicidade

Educação | Lista elaborada pelo ISP — Instituto de Segurança Pública — e exposta também em matéria da Folha de S.Paulo (26), mostra que o Brasil é um dos que menos gasta com aluno da Educação Básica. País só ganha da Indonésia, Colômbia, México e Turquia. Veja, após o anúncio.

Gasto por aluno da Educação Básica em milhares de R$

Indonésia: 1,18
Colômbia: 3,06
México: 3,22
Turquia: 3,27
BRASIL: 3,84
Chile: 4,48
Argentina: 4,79
Rússia: 4,94
Lituânia: 5,21
Hungria: 6,10
Eslováquia: 6,45
Polônia: 6,46
Letônia: 6,63
Israel: 6,70
Estônia: 7,08
República Tcheca: 8,19
Espanha: 8,53
Eslovênia: 8,79
Portugal: 8,82
Itália: 8,93
Islândia: 10,08
Nova Zelândia: 10,27
Coreia do Sul: 10,32
Finlândia: 10,39
Japão: 10,74
Dinamarca: 11
Austrália: 11,02
Suécia: 11,34
Alemanha: 11,68
França: 11,82
Holanda: 12,45
Reino Unido: 12,45
Canadá: 12,78
EUA: 13,00
Bélgica: 13,12
Suíça: 15,02
Áustria: 15,09
Noruega: 15,15

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Educadores repudiam descontos de salários e querem que o Sinte-Pi promova ação prática e urgente para que a governadora Regina Sousa (PT) reponha imediatamente o dinheiro cortado dos professores. Docentes exigem também que lotação original seja mantida.
No capitalismo, guerras são negócios, fome é negócio, crianças e idosos são negócios, miséria é negócio, "beleza" e "feiúra" são negócios, violência física e moral são negócios, o corpo é negócio, pessoas são negócio. Tudo é negócio...
"A lei do piso se transformará em mais uma norma sem sentido real". "Decisão se estenderá a todos os entes — estaduais e municipais." Ministro "Xandão" chegou a conclusão inusitada após embarcar em "informações e tese distorcidas prestadas pelo Estado do Pará". Avaliação consta em nota assinada pelo experiente advogado Walmir Brelaz, do Sintepp/Pa....