Sobre Fé, Deus, Vinho e Autoengano

29/03/2024

A Fé, como tudo que é abstrato, por mais amolada que seja —, sozinha não será capaz de mudar coisa nenhuma.

Sexta-feira, às 11:59

Compartilhe!

A expressão "Fé cega, faca amolada" ficou mais conhecida em 1975, quando Milton Nascimento a lançou como título de uma faixa no álbum "Minas" —, um dos seus discos mais famosos.  Não é sobre música, contudo, que quero falar, embora a citada letra do artista mineiro possa servir de alguma "inspiração", que vou tentar retomar, de forma explícita ou não, no decorrer do texto a seguir.

Estava tentando ver onde tinha algum restaurante aberto para eu almoçar nesta Sexta-Feira Santa. "Do nada", aparece uma simpática vizinha com uma fatia de torta de bacalhau, feijão verde com verduras, salada crua e arroz integral. Uma maravilha de delícia. Pareceu até milagre, coisa vinda do Céu.

Além da ótima comida, a colega me ofertou também um conselho, após eu dizer que amanheci com uma dorzinha nas costas: "Tenha Fé em Deus" e a dor passará em menos de trinta minutos". Acho que é católica, ligada à Renovação Carismática.  

Pois bem. Após saborear o presente e começar a tomar uns cálices de vinho, decidi fazer algumas "reflexões" sobre o conselho dado pela minha generosa e gentil vizinha. Vamos lá...

A Fé é um dos mais importantes componentes da condição humana. Quem não crê ou não tem Fé em nada, certamente no vazio sempre viverá. Por isso, é importante ter Fé. 

A depender de cada um, a Fé pode ser em Deus, Jesus Cristo, santos e até em lendas, tipo Saci Pererê ou Caipora. O que importa, se faz bem, é ter Fé, acreditar em alguma coisa ou Ser.

A Fé, no entanto, não pode se restringir apenas a questões místicas e religiosas. Eu, por exemplo, tenho uma Fé Inabalável no Futuro Socialista da Humanidade, onde não exista desigualdade social e todos e todas, indistintamente, tenham direito a comer uma torta de bacalhau na Semana Santa ou no dia que quiserem.

E a Fé também, no meu ponto de vista, tem de vir sempre acompanhada de ações. Como tudo que é abstrato — por mais amolada que seja, sozinha, a Fé Cega não servirá para nada. É fato.

Para o italiano Tomás de Aquino (1225-1274), um dos grandes pensadores da Igreja Católica, "as criaturas participam do ser de Deus e de Sua verdade, e, assim, o conhecimento racional, oriundo da experiência sensível, não pode se opor à fé, porque tem Deus como fonte comum."

Exatamente. Fé e Razão não se contrapõem, pois são categorias justapostas, que só podem existir em contiguidade, independentemente de qualquer coisa ou Ser, inclusive Deus.

Daí, apenas ter Fé no Ser Supremo de diversas religiões, por exemplo, não fará com que alguém se livre de dívidas, vícios, doenças, "tenha de volta a pessoa amada" ou arranje um emprego melhor. Não.

Isto é verdade, em minha opinião, sobretudo quando, nesses e outros casos de dificuldades, aparece algum charlatão tentando se passar por "porta-voz" do Senhor na Terra e querendo dinheiro para fazer com que as "graças" ocorram mais rapidamente. Não. Não acredite em quem, em nome de Deus, quer tomar suas posses.

A Fé desse jeito aí não é Fé. É autoengano, porque não existem soluções milagrosas —  sobrenaturais — para problemas terrenos. 

Assim, para emprego e salário mais justos, greve, entre outras ações. Para ter a "pessoa amada de volta", usar a razão, para saber se vale mesmo a pena, além de se dispor, em caso de reencontro, a tratá-la melhor. Para se livrar de vícios e outras doenças, ajuda médica. E para o Socialismo, Revolução. Simples assim. Fora disso não é Fé. É ilusão.

Aliás, por falar em doenças, em 2012, se não me falha a memória, fui a Codó, cidade do interior do Maranhão. Lá vivia Bita do Barão, um dos mais famosos e festejados pais de Santo do Brasil, morto em 18 de abril de 2019. Visitei, com algumas pessoas queridas, a Tenda do Mestre, um casarão, acho que no centro da cidade. 

Uma moça muito gentil nos recebeu e mostrou o local, todo decorado com símbolos místicos, inclusive do Capeta. Tudo impactante e bonito. 

Perguntei pelo Babalorixá. — Está em Teresina (PI), a tratamento médico —, disse nossa recepcionista.
Como assim?, pensei. Um homem que cura não é capaz de se autocurar? Será que não tem Fé no poder sobrenatural que dispõe?

Mas entendi. A cultura popular explica: "Santo de Casa Não Faz Milagres" e, "Em Casa de Ferreiro", o Espeto é de Pau".

E também por falar em enfermidades, não é que minha dorzinha nas costas sumiu, tal como minha vizinha religiosa profetizou! 

Será se foi porque tive Fé em Deus ou porque acabei de secar uma garrafa e meia de vinho? Vinho, como se sabe, além de aguçar o espirito, é também relaxante... 

Por via das dúvidas, e voltando a Tomás de Aquino e à atitude de Bita do Barão quando adoeceu, vou acreditar nas duas coisas. Creio que é o de mais racional e religioso que posso fazer.

Compartilhe!


Tópicos relacionados:


Pix CEF

pix@deverdeclasse.org

João R P Landim Nt  


Pix Vakinha

3435969@vakinha.com.br

João Rosa Paes Landim Neto 


Leia também...


Destaques no Brasil e no mundo...

1985. Morte de Tancredo Neves, primeiro quase presidente civil após o fim da ditadura militar instalada no Brasil em 1964.