Professores dão exemplo e decidem entrar em greve contra volta às aulas presenciais

01/08/2020

Sentimento de que retorno às escolas só deve ocorrer após vacina contra Covid-19 é predominante em todo o País.

COMPARTILHE!

Publicidade

Imagem ilustrativa: aplicativo Canva.
Imagem ilustrativa: aplicativo Canva.

Saúde | Após o prefeito Marcelo Crivella liberar escolas particulares a voltarem às aulas presenciais nos 4º, 5º, 8º e 9º anos a partir de segunda-feira (3), professores organizaram uma assembleia virtual ontem (1) e decidiram entrar em greve geral, dando um bom exemplo aos educadores de todo o País, que certamente adotarão o mesmo procedimento em casos semelhantes. Movimento é organizado pelo Sinpro, sindicato da categoria. Entidade exige rígido protocolo de segurança contra a Covid-19 para retorno às escolas. Continua, após o anúncio.

Diretor do Sinpro esclarece:

"Não estamos nos negando a trabalhar, mas somente a voltar as atividades presenciais enquanto não for seguro. Vamos continuar com o teletrabalho. A greve foi instituída para impedir que algum profissional que se recuse a voltar seja demitido - contou Afonso Celso, diretor do Sinpro.

Com informações de: O Globo

Após o anúncio, vote na enquete e dê também sua opinião.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...
No final, o monstro assassino é derrotado, morre... Mas volta para dar mais um susto na plateia.
Ao todo, percentual de corte chega a 96% para 2023, o que é um enorme prejuízo para as crianças e profissionais que atuam na área. Educação de Jovens e Adultos (EJA) também foi tesourada em 56% de suas verbas. Um massacre em toda a Educação Básica