Após delação de Moro contra Bolsonaro, veja os 7 crimes por trás das denúncias e as penas que os dois podem pegar

03/05/2020 09:47

Política / Os ilícitos expostos no lamaçal de acusações entre Bolsonaro e Moro podem levar os dois para a cadeia.

COMPARTILHE!

Publicidade

Cada um mais complicado que o outro. Foto/Reprodução.
Cada um mais complicado que o outro. Foto/Reprodução.

O ex-juiz Sérgio Moro compareceu ontem (2) à sede da Polícia Federal em Curitiba e delatou por 8 horas o presidente Jair Bolsonaro. Moro, conforme amplamente divulgado pela grande mídia, reiterou denúncias feitas no ato de sua saída do Ministério da Justiça e apresentou novos materiais que provariam as tentativas do capitão de interferir de forma criminosa nos trabalhos da PF.

Segundo o Estadão (2), "o ex-juiz da Lava Jato apresentou conversas, áudios e e-mails trocados com o presidente Jair Bolsonaro durante o período que ocupou o Ministério da Justiça e Segurança Pública." Um verdadeiro trabalho de espião, diga-se de passagem. 

Ao final da matéria, veja lista de crimes que podem ter sido cometidos por Bolsonaro e Moro e as penas que podem pegar. Continua, após o anúncio.

Leia também:

  1. Para delatar Bolsonaro, Moro entra na PF pelas portas dos fundos por medo de reações violentas
  2. Criminalista quer investigação sobre a pensão ilícita que Moro confessou ter pedido a Bolsonaro
  3. Enquanto o povo morre de coronavírus, Bolsonaro e Moro promovem uma guerra de lama entre dois sujos

Os dois estão complicados

Se, por um lado, as gravíssimas denúncias de Moro podem levar até mesmo Bolsonaro à perda do cargo de presidente e à cadeia, por outro, o ex-juiz pode também se complicar pelos desdobramentos de suas próprias declarações. 

Segundo o procurador-geral da República, Augusto Aras, pelo menos sete crimes podem ter sido cometidos em meio ao lamaçal que envolve um ex-juiz e um capitão que assumiu o posto maior do País. Ver após anúncio.

Os crimes que podem envolver a dupla, segundo Augusto Aras, procurador-geral da República

  1. Falsidade ideológica - Artigo 299 do Código Penal. Pena: reclusão de até cinco anos e multa.
  2. Coação no curso do processo - Artigo 344 do Decreto Lei 2848/1940. Pena: reclusão de um a quatro anos e multa.
  3. Advocacia administrativa - Artigo 321 do Código Penal. Pena: detenção de 1 a 3 meses e multa.
  4. Prevaricação - Artigo 319 do Código Penal. Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa.
  5. Obstrução de justiça - Lei 12.850/2013. Pena: 3 a 8 anos de prisão e multa.
  6. Corrupção passiva privilegiada - Artigo 317 do Código Penal. Pena: detenção, de três meses a um ano, ou multa.
  7. Denunciação caluniosa - reclusão, de dois a oito anos, e multa.

Reencontro

Pelo visto, é muito provável que Moro e Bolsonaro em breve estejam juntos novamente. Mas, possivelmente, na cadeia.

Vote na enquete!

COMPARTILHE!

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...