Moro confessou corrupção e pode pegar de 2 a 12 anos de cadeia, de acordo com o CP

11/11/2021

Para assumir o cargo de ministro da Justiça de Bolsonaro, o ex-juiz confessou que pediu vantagem fora da lei ao presidente. Caso deve ser reaberto e o paladino da hipocrisia poderá ver seus sonhos de se eleger em 2022 ir parar atrás das grades.

Chamado de juiz ladrão pelo deputado Glauber Braga (PSOL-RJ), ex-juiz Sérgio Moro faz jus ao titulo que lhe foi dado. Foto/reprodução.
Chamado de juiz ladrão pelo deputado Glauber Braga (PSOL-RJ), ex-juiz Sérgio Moro faz jus ao titulo que lhe foi dado. Foto/reprodução.

Política | Lançado pela Rede Globo e outros setores importantes da elite nacional e estrangeira como a "esperança da terceira via" para derrotar Lula em 2022, o ex-juiz Sérgio Moro poderá ver seu sonho de se tornar presidente abortado por conta de uma confissão recente que fez na grande mídia. Moro, na cara dura, disse que pediu ao presidente Jair Bolsonaro uma vantagem fora da lei quando foi assumir o Ministério da Justiça. Ato ilícito, segundo o Código Penal Brasileiro, configura corrupção passiva e dá de 2 (dois) a 12 (doze) anos de cadeia e multa. Entenda melhor, após o anúncio.

Entenda por que Moro cometeu crime e pode ser preso

Em matéria em sua coluna no UOL (25/04/2020 00h01), o jornalista Reinaldo Azevedo, inimigo de Lula e da Esquerda, escreveu:

CORRUPÇÃO PASSIVA 

Prestemos atenção a este trecho inacreditável de seu pronunciamento [pronunciamento de Sérgio Moro quando deixou o Ministério da Justiça]: 

"Fui convidado a ser ministro da Justiça e da Segurança Pública. O que foi conversado com o presidente — foi no dia 1º de novembro — foi que nós teríamos o compromisso com o combate à corrupção e ao crime organizado e à criminalidade violenta. (...) Tem uma única condição que eu coloquei — isso eu acho não faz mais sentido manter em segredo e pode ser confirmado tanto pelo presidente quanto pelo general Heleno. Contribuí 22 anos para a Previdência (...) Pedi apenas, já que nós íamos ser firmes contra a criminalidade, especialmente o crime organizado, que é muito poderoso, [que] se, algo acontecesse, pedi que a minha família não ficasse desamparada, SEM UMA PENSÃO. Foi a única condição que eu coloquei para assumir essa posição específica do Ministério da Justiça." (Grifos nossos).

Reinaldo Azevedo comenta a fala do ex-juiz ladrão:

"Sei que muitos poderão ir às lágrimas com essa passagem, não contestada por Bolsonaro, mas o nome disso é corrupção passiva, conforme dispõe o Artigo 317 do Código Penal, a saber: (Ver após o anúncio).

"Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem: Pena - reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa".

Bolsonaro corrupto também

Diz Reinaldo Azevedo:

"E Bolsonaro, por óbvio, incorreu em corrupção ativa, que está no Artigo 333 do Código Penal:" 

"Art. 333 - Oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício: Pena - reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa."

Mais corrupção de Sérgio Moro

Reinaldo Azevedo destaca também que "é o próprio Moro quem diz que tanto ele como Maurício Valeixo [ex-diretor-geral da Polícia Federal ligado a Moro e exonerado por Bolsonaro] eram alvos permanentes do assédio do presidente da República, que teria chegado a pedir até acesso a relatórios de Inteligência."

Assim, pondera Azevedo, Moro "não só permitiu que prosperasse em silêncio a pressão como atuou para, é preciso dizer com clareza, enganar a opinião pública. Trata-se de crime de prevaricação, previsto do Artigo 319 do Código Penal, a saber:

"Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal: Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa."

Quem — além dos Marinhos e meia dúzia de ricaços — dará crédito ao ex-juiz ladrão?


Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. Aproveite para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

PIX - Celular 86988453625 João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre política...

Alta dos alimentos e combustíveis, desemprego, fila do osso, classe média enfezada porque não pode mais ir à Disney, reformas anti povo, resultados horrendos da pandemia, corrupção desenfreada... Este é o coquetel de veneno criado pelo capitão que pode levá-lo não à reeleição, e sim à cadeia após 2022. Mourão deve ir junto.