Verme: ministro da Educação faz piada de mau gosto de vítima fatal do coronavírus no Equador

23/04/2020

Educação / Weintraub é um desclassificado que ajuda a queimar a imagem do Brasil em todo o mundo.

COMPARTILHE!

Publicidade

Weintraub, vergonha nacional. Imagem/Reprodução: Youtube.
Weintraub, vergonha nacional. Imagem/Reprodução: Youtube.

O repugnante ministro da Educação Abraham Weintraub aprontou mais uma para envergonhar nosso País inclusive no estrangeiro. Após dizer que apenas uns 40 mil morrerão por conta do coronavírus e atrapalhar as relações comerciais do Brasil com a China, o verme agora fez uma piada de péssimo gosto contra uma vítima fatal da pandemia no Equador. Ver, após o anúncio.

A piada do desclassificado

Segundo registro do jornalista Reinaldo Azevedo (23), no programa "O É da Coisa", veiculado pela Band News, o desclassificado ministro fez piada de uma vítima fatal do coronavírus no Equador. 

O monstro comentou de forma canalha uma matéria da Folha de S.Paulo que falou a respeito dessa morte. O título da postagem é: "Minha sogra foi minha paciente, ela morreu e eu não pude fazer nada, conta médico equatoriano".

O comentário do verme no Twitter: "Mais uma morte suspeita", querendo insinuar que a vítima foi morta pelo genro e não pelo vírus.

Não passa de um bandido!

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...
Sobras de recursos devem ser pagas em forma de abono até o dia 31 deste mês. Devido ao aumento do percentual mínimo que deve ser gasto durante o ano com o magistério e ausência de reajuste salarial, estados, DF e municípios devem devolver dinheiro não utilizado aos educadores. Preencha os campos e veja o resultado em seguida.
Quem tem carga horária menor receberá menos, R$ 12.400. Benefícios desse tipo estão sendo anunciados e pagos em todo o Brasil e são obrigatórios, caso um prefeito ou governador não tenha gasto neste ano o percentual mínimo de 70% do Fundeb com a folha do magistério. Educadores de todas as localidades têm de cobrar do Conselho desse fundo e...
Prefeitos e governadores, principalmente os primeiros, anunciam ações radicalizadas neste mês de dezembro para tentar derrubar o reajuste de 31,3% previsto para o magistério. Em sentido contrário, isto é, em defesa desse aumento, categoria deve também partir para a ação.