Decepção | Caminhoneiro critica Exército, após pedir intervenção militar e levar bala de borracha! Assista e compartilhe...

31/05/2018
Homens da Polícia do Exército garantem saída de caminhão-tanque de refinaria / Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil
Homens da Polícia do Exército garantem saída de caminhão-tanque de refinaria / Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil

"Eles não deram conversa nenhuma e já foram jogando o spray de pimenta e atirando vários tiros aí na população que se encontrava aqui na beira da pista. A decepção é tão grande..."  (Ver vídeo ao final da matéria).

DA REDAÇÃO | No vídeo ao final da matéria, o caminhoneiro Carlos Augusto Mantela se lamenta após ser agredido fisicamente por forças militares durante conflito em rodovia de Mato Grosso durante a recente greve de sua categoria. Desolado, reclama: "Até o exército agora num se aparece pra defender nada. Aonde está o Exército Brasileiro? Pra que ele serve? Eu gostaria de saber pra que o exército brasileiro serve."


Decepcionado

Mantela se diz decepcionado com as Forças Armadas, porque tinha esperança que elas poderiam resolver os problemas do País. No entanto, desabafa, em tom de desolação sobre as agressões físicas que ele e outras pessoas que estavam no local sofreram: 

"Eles não deram conversa nenhuma e já foram jogando o spray de pimenta e atirando vários tiros aí na população que se encontrava aqui na beira da pista. A decepção é tão grande" que eu preciso [de] bastantes horas pra mim ter certeza que eu posso entrar dentro daquele caminhão de novo e continuar minha jornada.

Assista vídeo, feito a partir de imagem e áudio do Portal RD NEWS, de Mato Grosso:

MAIS RECENTES:

Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...