Governo quer desviar verbas que pagam salários de professores para o novo Bolsa Família

10/07/2020

COMPARTILHE!

Proposta absurda mexe em recursos do Fundeb e prejudica educadores de todo o País.

Publicidade

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil.
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil.

Educação | Segundo matéria contida no site da revista Exame (9), o governo Bolsonaro quer criar um benefício adicional a crianças atendidas pelo Renda Brasil, programa que substituirá o Bolsa Família

Esse benefício deve chegar a R$ 200. Detalhe: deste valor, R$ 100,00 é para serem retirados do Fundeb, isto é, de verbas que pagam professores e mantêm as escolas públicas de estados e municípios. 

Montante a ser desviado do Fundeb para o novo programa do governo pode ficar na casa dos R$ 16 bilhões já a partir de 2021, segundo também a ExameContinua, após o anúncio. 

Cortesia com chapéu alheio

O que Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes querem é fazer cortesia com o chapéu alheio. Em vez de buscarem novos recursos através da cobrança de impostos a bancos e grandes empresários, querem que os docentes financiem o novo programa que o governo pretende criar. 

É mais um duro ataque aos educadores de todo o País. Caso tal projeto seja aprovado, piso nacional do magistério ficará ainda mais difícil de ser cumprido.

Tem que passar pelo Congresso

Para desviar recursos do Fundeb e dos salários dos professores para o Renda Brasil, o governo Bolsonaro antes terá que convencer deputados e senadores. Medida tem que passar pelo Congresso. Continua, após o anúncio.

O problema é que o governo está cooptando todo o chamado 'centrão' com cargos e outras benesses, o que pode facilitar a aprovação do projeto. 

Profissionais do magistério devem se mobilizar para evitar mais esse ataque contra a categoria.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Destaque para nomeação de Hitler como chanceler da Alemanha; nascimento de Lewis Carrol, autor de "Alice no País das Maravilhas; nascimento de Mozart; Libertação de Auschwitz, na Polônia; tragédia na boate Kiss e término oficial da Guerra do Vietnam.
Há recursos carimbados do Fundeb — em alta — desde 2021. Complemento da União sobe de 15% para 17%, e veto garante reposição de dinheiro perdido em 2022 por conta da redução na alíquota de ICMS. E ainda tem o Art. 4º da Lei 11.738/2008 a favor dos 14,95%.
Destaque para Independência do Peru, Concílio de Trento, mudança do nome de Petrogrado para São Petesburgo, maior diamante do mundo, nascimento de Angela Davis — filósofa socialista estadunidense, inauguração da General Motors no Brasil.