Após abono, docente diz que recebe 'cantadas' nas redes sociais

28/12/2021

Professora confessa que o namorado já está com ciúmes de tantos galanteios, convites e autoconvites vindos de várias parte do Brasil e demonstra estar mais apaixonado pela educadora.

Publicidade

O Fundeb despertando "paixões". Foto ilustrativa: arquivos Webnode.
O Fundeb despertando "paixões". Foto ilustrativa: arquivos Webnode.

Educação | Uma professora do interior do Piauí nos enviou um bem humorado e-mail onde diz que passou a receber várias cantadas nas redes sociais, após o prefeito de sua cidade anunciar um abono de quase R$ 39 mil de sobras do Fundeb. 

Paixão aumentou

A moça — que prefere ficar no anonimato — confessa que o namorado já está com ciúmes de tantos galanteios, convites e autoconvites vindos de várias partes do Brasil. E diz também que seu 'love' agora demonstra estar mais apaixonado por ela. Confira mais detalhes, após o anúncio.

Continua, após o anúncio.

Trechos do relato da professora

"No Facebook, tenho contatos de todo o Brasil, a maioria é do magistério. Como essa história de abono do Fundeb pegou, tão logo o prefeito de minha cidade anunciou abono de até quase R$ 39 mil para os professores, passei a receber várias mensagens em tom "brincadeira" e com as mais variadas propostas. Meu namorado já tá com ciúmes e, de repente, ficou "mais apaixonado" por mim, hehehe. Eis algumas msgs:

"Quero conhecer essa maravilhosa cidade do Piauí. Me convida, gata..." (Pedro Hernesto, SP).

"Ah se eu tivesse uma namorada nessa cidade tão bela e tão pertinho de mim. Tô tão carente." (Carlos Silva-Teresina).

"Por que vc não vem dar um passeio aqui? Posso ser seu guia." (Jorge Almeida-Fortaleza).

"Uma cigana me disse que minha alma gêmea mora nessa cidade. Acho que já sei quem é, hehehe." (Luis França-Porto Alegre)."

(...)

Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. Aproveite para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

PIX - Celular 86988453625 João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre educação

Lei Complementar contra o magistério, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em março deste ano, desconsiderou — para efeito de vários e importantes benefícios — quase dois anos de trabalho dos profissionais da educação, maio de 2020 a 31 de dezembro de 2021, fase crítica da pandemia de Covid-19. Na prática, é como se o magistério não tivesse...
Anúncios de pagamento devem se intensificar no mês de dezembro. Expectativa é que muitos estados e inúmeros municípios paguem o abono aos profissionais do magistério. CNTE luta para mudar critério de distribuição.