Professores exigem que dinheiro do Fundef seja repassado direto para suas contas

08/08/2020

COMPARTILHE!

Do dinheiro recebido pelo governo do Piauí, quase R$ 1 bilhão é carimbado para os docentes. Os demais estados também têm direito.

Publicidade

Educação | Os professores da rede estadual de educação do Piauí exigem que o governador Wellington Dias (PT) repasse R$ 996 milhões do Fundef direto para as contas dos docentes, em parcela única. Montante corresponde a 60% do valor de R$ 1 bilhão e 652 milhões que o governo recebeu, após ação na Justiça. A lei do Fundef dá esse direito à categoria e também aos educadores dos demais estados, com valores diferentes.

Professores cobram

Em e-mails enviados ao Dever de Classe, vários docentes exigem o percentual do dinheiro recebido pelo governador do Piauí. "Esse dinheiro do Fundef é nosso, já deveria estar em nossas contas. O governo Wellington Dias não pode desviá-lo para nada", diz a educadora Cíntia Galvão. "O governador não pode seguir orientação de TCU. O que vale é a lei do Fundeb e do antigo Fundef. O dinheiro é dos professores", afirma o professor Paulo Leitão.

Entenda a questão

O Fundef vigorou até 2006 e destinava-se ao Ensino Fundamental. O valor bilionário recebido pelo Piauí e que também os demais estados têm direito é referente a distorção do cálculo por aluno entre os anos de 1994 a 2006.

Ação que favoreceu o Piauí tramitou na Justiça Federal, STF e Tribunal Regional Federal (TRF). Para não depositar o dinheiro na conta dos professores, o governador Wellington Dias se baseia numa orientação do Tribunal de Contas da União sobre o assunto.

Educadores do restante do País devem ficar atentos em relação a esse tema, pois também terão o direito a receber parte da verba tão logo esse mesmo precatório for liberado para os demais estados.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...