Luz, câmera, ação! Cresce a expectativa pela exibição do documentário que pode desvendar a "facada" em Bolsonaro

10/09/2021 14:03

Editor da TV 247 anunciou que trabalho investigativo será apresentado ao público neste final de semana. Elementos já adiantados pelo jornalista Joaquim de Carvalho apontam que o suposto crime contra o presidente pode ter sido na verdade a maior armação teatral já ocorrida no mundo.

Publicidade

Facada ou fake? Realidade ou ficção? Documentário pode ajudar a acabar o mistério. Foto/reprodução.
Facada ou fake? Realidade ou ficção? Documentário pode ajudar a acabar o mistério. Foto/reprodução.

Política | A TV 247 confirmou hoje (10) que o documentário que investigou a "facada" em Jair Bolsonaro será exibido ao público neste final de semana, sábado (11) ou domingo (12), através do You Tube. Expectativa é grande entre internautas de todo o Brasil.

Elementos já adiantados pelo jornalista Joaquim de Carvalho apontam que o suposto crime contra o presidente pode ter sido na verdade a maior armação teatral já ocorrida no mundo. Na prática, um autoatentado para eleger um presidente de uma das economias mais importantes do planeta.

Após o anúncio, veja alguns detalhes do trabalho da TV 247 e outros que podem desmistificar a famosa "facada" no capitão.

1. Adélio Bispo era adepto do bolsonarismo

Uma das coisas que o experiente jornalista Joaquim de Carvalho descobriu foi que Adélio Bispo — apesar de ter sido filiado ao PSOL — era na verdade adepto do bolsonarismo. Tal descoberta faz cair por terra a tese de que Adélio teria esfaqueado o capitão por questões ideológicas. Por que um bolsonarista iria esfaquear o Bolsonaro? No mínimo, estranho.

2. Seguranças que falharam no dia do "crime" foram premiados com cargos no governo, empoderados por Carlos Bolsonaro

Joaquim de Carvalho também apurou que os seguranças que atuaram e falharam feio no dia do suposto crime foram todos premiados com importantes postos no governo. Carlos Bolsonaro os empoderou. Por que Jair Bolsonaro e seu filho premiariam seguranças que quase deixaram o capitão morrer? No mínimo, estranho também.

Além destes dois pontos, o documentário deve trazer também muitas outras importantes questões que podem levar à reabertura do caso pela Polícia Federal. Continua, após o anúncio.

Apoie o Dever de Classe

PIX - CPF 22629149315 - João Rosa Paes Landim Neto

Outros pontos obscuros

Bem antes de a TV 247 decidir fazer seu importante documentário, internautas e especialistas de várias áreas também já levantavam vários pontos indicativos de que "facada" pode ter sido fake. Veja:

Se a facada existiu mesmo, então:

  1. Por que não apareceu sangue na hora do atentado e sequer a camisa do capitão apresentou qualquer vestígio disso?
  2. Por que as grandes redes de TV e jornais — que seguiam Bolsonaro 24 horas por dia para cobrir sua campanha — não registraram imagens do ataque?
  3. Como um homem sozinho (o autor do suposto atentado) conseguiu furar o poderoso aparato policial e de seguranças particulares que protegia o capitão e sair ileso, sem sequer um arranhão?
  4. Por que Bolsonaro e seus filhos — tão diligentes e cheios de ódio contra bandidos — nunca se posicionaram de forma dura contra o suposto agressor?
  5. Por que os médicos que cuidaram de Bolsonaro são especialistas em oncologia, isto é, em câncer?
  6. Como um homem que se dizia ainda frágil e colostomizado conseguiu levantar — em dezembro de 2018 — a pesada taça (18 quilos) de campeão conquistada pelo Palmeiras no campeonato brasileiro?
  7. E como também — dentro dessa mesma fragilidade de saúde — o capitão conseguiu fazer flexões físicas em uma solenidade militar pouco tempo após a "facada"?

Se a Polícia Federal nunca esclareceu, talvez Freud explique.

Ou melhor: vamos aguardar o documentário da TV 247 e do jornalista Joaquim de Carvalho. A família Bolsonaro que se segure...

Compartilhe e curta abaixo nossa página no Facebook, para receber atualizações sobre este tema.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

PIX - CPF 22629149315 - João Rosa Paes Landim Neto

Mais recentes sobre política...

Deputado Federal Alexandre Frota — que já foi bolsonarista — diz estar convencido de que foi uma armação. "Aproveitaram a doença que esse sujeito tinha na época e criaram essa narrativa do atentado."