Como um recém esfaqueado e ainda muito doente consegue levantar uma taça de 18 quilos? Leia e compartilhe...

03/12/2018 10:41

Foto: Internet
Foto: Internet

Muitas outras questões ainda não muito bem explicadas permeiam também o famoso atentado a faca sofrido por Jair Bolsonaro no primeiro turno das eleições presidenciais

Bolsonaro | O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) tem cirurgia marcada para janeiro. Intervenção seria feita em dezembro e foi adiada porque — segundo boletins médicos divulgados pela 'grande mídia' — o capitão ainda "está muito fraquinho" para se submeter a uma nova operação, dado os efeitos da "enorme facada que levou" no primeiro turno das eleições.

Leia também

O dia-a-dia de Bolsonaro mostrado pela própria imprensa atesta que o capitão não está tão mal assim. Ontem (2), durante final do Campeonato Brasileiro, Bolsonaro levantou a pesada taça de campeão conquistada pelo Palmeiras e demonstrou ótima vitalidade, pois dava pulos igual um adolescente. O verdão bateu o Vitória por 3X2. Continua, após o anúncio.

Segundo o globoesporte.com, a Taça da Libertadores pesa 10 quilos. A do Campeonato Brasileiro, de acordo com a CBF, tem oito quilos a mais. Como um recém esfaqueado e ainda muito frágil conseguiu levantar tanto peso sem sequer fazer careta?


Houve mesmo facada?

Há muitas dúvidas sobre se Bolsonaro sofreu ou não um atentado a faca. Incertezas decorrem de alguns outros fatos não muito bem explicados, como: 

  1. Por que mesmo não apareceu sangue na hora do atentado e sequer a camisa do capitão apresentou qualquer vestígio disso?
  2. Por que as grandes redes de TV e jornais — que seguiam Bolsonaro 24 horas por dia para cobrir sua campanha — não registraram imagens do ataque?
  3. Como um homem sozinho (o autor do suposto atentado) conseguiu furar o poderoso aparato policial e de seguranças particulares que protegia o capitão e sair ileso, sem sequer um arranhão?
  4. Por que Bolsonaro e seus filhos — tão diligentes e cheios de ódio contra bandidos — nunca se posicionaram de forma dura contra o suposto agressor?
  5. Por que os médicos que cuidam de Bolsonaro são especialistas em oncologia, isto é, em câncer? Continua, após o anúncio.

As dúvidas, certamente, irão continuar. Os grupos poderosos que alçaram Bolsonaro ao poder não têm interesse em discutir tais questões. Pelo menos por enquanto. Talvez, caso o capitão se desgaste e a burguesia decida descartá-lo, a verdade venha à tona.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Leia também: