CNTE quer derrubar artigos da lei que congela piso do magistério e salários dos servidores de todo o País

12/08/2020

LC 173/2020 foi sancionada pelo presidente Bolsonaro e veta reajustes ao funcionalismo até dezembro de 2021 em nome de um suposto combate ao coronavírus. 

COMPARTILHE!

Publicidade

Presidente Bolsonaro. Foto: Agência Brasil
Presidente Bolsonaro. Foto: Agência Brasil

Economia | A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação — CNTE — ingressou com amicus curiae contra os artigos e da Lei Complementar 173/20, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em 28 de maio último. O objetivo é provar que tais dispositivos são totalmente inconstitucionais, pois congelam os salários dos servidores da União, estados e municípios até dezembro de 2021, em nome de um suposto combate ao coronavírus. Na petição, a CNTE usou, dentre outros argumentos, a Lei Federal 11.738/2008, que instituiu o piso nacional do magistério. Entenda melhor, após o anúncio.

Entenda melhor

O que significa a expressão amicus curiae, usada pela CNTE?

Segundo o site Conjur, "a expressão [latina] amicus curiae significa amigo da corte e serve para identificar alguém que pede para entrar em um processo do qual não é parte, mas cujo resultado pode influir em sua vida.

O que diz a LC 173/2020?

A Lei Complementar 173/2020 é um dispositivo que congela planos de carreiras e salários dos servidores da União, estados e municípios até dezembro de 2021, em troca de ajuda financeira do governo federal a estados e municípios para o combate ao coronavírus. Medida proíbe também concursos públicos para novos servidores.

Já foi aprovada?

A LC já passou pela Câmara e Senado. Nessas duas casas legislativas foi votado que algumas categorias do funcionalismo seriam poupadas do congelamento, como pessoal da saúde, policiais e educação. Mas o presidente Bolsonaro vetou e, a pedido do ministro Paulo Guedes, congelou o salário dos servidores. Continua, após o anúncio.

Como o piso nacional dos professores é afetado?

Em 2020, o piso foi reajustado em 12,84%. Se essa LC 173/2020 já estivesse valendo, correção seria no máximo de apenas 4,31%, que é a inflação de 2019. Ou mesmo zero.  

O congelamento salarial imposto pelo presidente Bolsonaro ainda pode ser derrubado?

Sim. a LC 173/2020 ainda terá que ser apreciada novamente no Congresso Nacional e o congelamento pode cair. Continua, após o anúncio.

Para que serve a ação da CNTE?

A ação da CNTE serve exatamente para mostrar por dentro que a LC 173/2020 — em particular nos seus artigos e — é totalmente INCONSTITUCIONAL. Ou seja, os salários dos servidores — em particular o piso nacional do magistério — não podem ser congelados em nome de um suposto combate ao coronavírus.

Curta abaixo nossa página e receba atualizações sobre o desenrolar desse processo.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Lei Complementar contra o magistério, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em março deste ano, desconsiderou — para efeito de vários e importantes benefícios — quase dois anos de trabalho dos profissionais da educação, maio de 2020 a 31 de dezembro de 2021, fase crítica da pandemia de Covid-19. Na prática, é como se o magistério não tivesse...
Anúncios de pagamento devem se intensificar no mês de dezembro. Expectativa é que muitos estados e inúmeros municípios paguem o abono aos profissionais do magistério. CNTE luta para mudar critério de distribuição.
Objetivo é garantir ganho real para a categoria logo a partir de janeiro. Documento com outras importantes pautas dessa área foi entregue ao setor de educação da equipe de transição do futuro governo Lula.