Bolsonaro não largará sua bem sucedida tática eleitoral de guerra baseada na mentira

02/11/2021
Foto/Reprodução.
Foto/Reprodução.

O capitão não tem motivos para abandonar o método que o levou à presidência da república.

Landim Neto, editor do site 

+ artigos

Política | Engana-se quem pensa que Jair Bolsonaro se intimida com os rompantes "moralizadores" de Alexandre de Moraes ou de qualquer outro ministro do STF. Tampouco o capitão dá sinais de que vá arrefecer diante de ação independente de algum membro da Polícia Federal ou Ministério Público que lhe sejam hostis. Não.

A despeito de qualquer eventual incômodo ou ameaça, Jair Bolsonaro continuará a usar sua bem sucedida tática eleitoral de guerra, baseada no lançamento incontrolável de fake news, cada uma mais cabeluda que a outra, mas com audiência e sucesso de público garantidos nas redes sociais.

Por que Jair Bolsonaro iria abandonar o método que o alçou ao posto mais elevado do País, algo que talvez nem ele mesmo ou seus quatro zeros acreditavam ser possível de acontecer? De forma razoável, não é possível encontrar um motivo sequer que justifique ou indique que tal fato irá ocorrer.

Basta ver que sempre promete "andar nas quatro linha" para, em seguida, lançar novo torpedo de lorotas e ataques às instituições. O faz em equipe: com os filhos e uma legião de fanáticos apoiadores. Bolsonaro usou e abusou de tal artifício durante a CPI da Covid, ou mesmo quando prometeu melhorar de comportamento para o "Xandão".

Apesar de deixar muito claro que em 2022 estará bem mais perigoso e afiado em seu método que em 2018, Jair Bolsonaro continua a não ser enfrentado como deveria: com mais manifestações massivas de rua e ações mais apuradas, profissionais e frequentes nas redes sociais. Mesmo na esquerda, há certa passividade no combate ao capitão. 

Pelo visto, oposição acredita que Jair Bolsonaro será enquadrado pelo "sistema". Pode estar nisso o embrião de nova vitória do genocida. Deus — para quem acredita — queira que não.


Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. Aproveite para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

PIX - Celular 86988453625 João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre política...

Nota Técnica da CNTE esclarece que rateio de sobras é algo já pacificado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), sendo necessário apenas que legislativos de estados e municípios digam através de leis próprias como a divisão de recursos previstos e não gastos deve ser feita. Professores membros de conselhos do Fundeb apontam o caminho a seguir para...