Bolsonaro anuncia que acertou para que escolas retornem às atividades normais na segunda-feira, 27

21/04/2020 09:30

Educação / "Notícia é boa", diz o presidente. Mas na verdade é péssima para professores e alunos, pois as escolas são propícias para a disseminação do coronavírus. Retorno é para começar por Brasília.

COMPARTILHE!

Publicidade

Presidente Jair Bolsonaro durante declaração à imprensa. Foto: Isac Nóbrega/PR/Agência Brasil
Presidente Jair Bolsonaro durante declaração à imprensa. Foto: Isac Nóbrega/PR/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro anunciou ontem (20) em frente ao Palácio da Alvorada que escolas retornarão às atividades normais na segunda-feira, 27. 

Ele diz que a notícia é "boa", pois talvez, ressalta, seja "o primeiro gesto para a volta da normalidade dos estudos no Brasil". Na verdade tal anúncio é péssimo para professores e alunos, pois as escolas — segundo especialistas do mundo inteiro — são propícias para a disseminação do coronavírus. O próprio Ministério da Saúde brasileiro é contra tal tipo de medida.

Bolsonaro diz que acerto inicial para retorno às aulas foi feito com o governador Ibaneis Rocha (MDB), de Brasília. Movimento, no entanto, como o próprio capitão salienta, pode se espalhar para muitas outras localidades do País, caso não haja uma forte pressão em contrário. Continua, após o anúncio.

Leia também:

  1. Biólogo alerta sobre perigo de voltar às aulas antes do segundo semestre
  2. Bolsonaro manda professores e alunos para o corredor da morte, diz biólogo
  3. Ministro de Bolsonaro promete dinheiro a universidades que abrirem as portas para a Covid-19

Acordo perigoso

Em seu anúncio, Bolsonaro esclarece que o acordo com o governador Ibaneis é para que primeiro sejam abertos os colégios da PM e bombeiros, bem como as escolas cívico-militares. Tais aberturas já configuram um enorme contingente de pessoas aptas a espalhar o coronavírus. Ou seja, esse acordo é perigosíssimo para a saúde pública brasileira. Continua, após o anúncio.

O presidente disse ainda que da parte dele abrirá o Colégio Militar e que o ministro Sérgio Moro poderá abrir também a Academia da Polícia Federal, também já a partir de segunda-feira, 27.

Como se vê, Bolsonaro continua firme em seu propósito de disseminar o coronavírus por todo o Brasil.

Vote na enquete:

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...