Ex-ministro da Saúde diz que é preciso cautela na volta total às aulas presenciais

19/10/2021

Arthur Chioro pondera que é preciso tomar medidas concomitantes que possam proteger a vida das pessoas.

Arthur Chioro chefiou a pasta da Saúde entre 2014 e 2015, no governo da presidenta Dilma Rousseff (PT). Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil.
Arthur Chioro chefiou a pasta da Saúde entre 2014 e 2015, no governo da presidenta Dilma Rousseff (PT). Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil.

Educação | Matéria no portal da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) traz um alerta dos ex-ministro da Saúde Arthur Chioro sobre o retorno total das aulas presenciais no Brasil. Chioro chefiou o MS entre 2014 e 2015, no governo da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Proteger a vida

"Quando a gente pensa nas escolas, nas universidades, no transporte coletivo, sejam nas peruas escolares, sejam nos ônibus, metrôs, sejam as aglomerações nas portas das escolas, nos pátios, então, é fundamental que esse retorno seja feito da maneira mais programada, mais planejada, mais preparada e protegida possível", afirma o ex-ministro sobre a volta às escolas.

Muitos docentes perderam a vida ou ficaram sequelados por complicações da Covid-19. Imagem: aplicativo Canva.
Muitos docentes perderam a vida ou ficaram sequelados por complicações da Covid-19. Imagem: aplicativo Canva.

Perigo

Chioro disse que vê com muita preocupação a forma como o retorno às aulas vem sendo adotado por governos estaduais e por algumas prefeituras. Segundo o ex-ministro, há um padrão variado de respostas, algumas com maior comprometimento, com maior proteção, mas outras que fazem de maneira pouco qualificada e, portanto, perigosas para o retorno às escolas.

Vacinação distante da ideal

Médico sanitarista, Chioro também lamenta que o processo esteja acontecendo com a campanha de vacinação, ainda distante da ideal. "O Brasil já poderia ter uma cobertura vacinal, inclusive dos maiores de 12 anos de idade, suficientemente consistente pra que a gente pudesse fazer este movimento com mais segurança", opina. "Mas olhando para a experiência internacional, diversos países experimentaram com êxito, desde que assumidamente responsáveis ao ponto de retroagir nas medidas, casos voltem a acontecer novos casos". Continua, após o anúncio.

Conscientização

Outra preocupação levantada por Chioro é a necessidade de um grande esforço de capacitação da comunidade escolar, de sensibilização dos alunos, de chamamento à responsabilidade. Para ele, quando há um investimento em educação, as crianças e os jovens têm um potencial de transformação, inclusive de hábitos e de costumes dos pais, das famílias e das comunidades "Eu sinto que isso tem sido desprezado. Veja, se vislumbra um retorno das atividades sem um investimento de comunicação de massa, em mídias que as próprias crianças e adolescentes acessam, portanto, se desperdiça uma grande oportunidade", pontua.

Fonte: CNTE

Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite para deixar também uma contribuição para o nosso site.

Faça uma pequena doação de um valor qualquer para que possamos continuar a manter este site aberto. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org - João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre educação...

Nota Técnica da CNTE esclarece que rateio de sobras é algo já pacificado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), sendo necessário apenas que legislativos de estados e municípios digam através de leis próprias como a divisão de recursos previstos e não gastos deve ser feita. Professores membros de conselhos do Fundeb apontam o caminho a seguir para...