Enquanto o general brinca de suspense com o dia e a hora da vacina, o vírus continua a matar em todo o Brasil

13/01/2021 11:20

É inaceitável que, diante de mais de 200 mil mortes, o ministro Pazuello e Bolsonaro continuem a emperrar a vacina e a fazer pressão por cloroquina.

Publicidade

Com tanto suspense, general pode acabar sendo surpreendido pelo vírus. Foto/Reprodução.
Com tanto suspense, general pode acabar sendo surpreendido pelo vírus. Foto/Reprodução.

Saúde | Manchetes dos maiores jornais, portais e redes de TV noticiam que o coronavírus continua a matar sem dó em todo o Brasil. Enquanto isso, o ministro general da Saúde — Eduardo Pazuello — brinca de suspense com o dia e a hora da vacina. 

Achando pouco, ele e o presidente Bolsonaro insistem em querer empurrar cloroquina na população, mesmo após estudos científicos do mundo inteiro mostrarem que, no caso do coronavírus, tal droga pode é matar os infectados. Após o anúncio, veja um pequeno quadro geral da pandemia e a inércia do governo.

Pequena mostra de manchetes de hoje (13/01), enquanto Bolsonaro e seu ministro general emperram a vacina e tentam empurrar cloroquina no povo

Folha de S.Paulo, 13/01/2020 

"Número de internados no hospital Albert Einstein por Covid bate recorde"

"Estamos vendendo almoço para comprar janta, diz governador do AM sobre falta de oxigênio"

Folha de S.Paulo, 13/01/2020 

"Alta da Covid-19 faz crescer o número de enterros na cidade de São Paulo"

"Prescrever cloroquina é cretinice e perversidade, diz ex-prefeito de Manaus sobre pressão de Pazuello"

O Globo, 13/01/2020

"Bolsonaro tentou sabotar medidas para conter Covid-19, diz Humans Rights Watch"

COMPARTILHE

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...