Estudo mostra que salário mínimo deveria ser R$ 6.995,44

05/07/2024

PIX Caixa: 

pix@deverdeclasse.org

PIX Vakinha:

3435969@vakinha.com.br

Sua contribuição é crucial, pois ajuda na cobertura dos custos mensais da página, para que possamos mantê-la atualizada. Obrigado.

 atual salário mínimo nacional, de apenas R$ 1.412,00, é quase cinco vezes menor que o valor calculado cientificamente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) para o mês de junho. De acordo com essa organização, o piso mínimo brasileiro, para atender preceito constitucional, deveria ser no mês passado R$ 6.995,44.

Para chegar a esse valor de R$ 6.995,44, o Dieese se baseia no custo da Cesta Básica, a partir de pesquisa que faz mensalmente. Em junho, ficou constatado que os preços dos produtos subiram em dez das 17 capitais estudadas. 

São Paulo teve o preço mais caro, R$ 832,69, o que, na ponta do lápis, mostra que na prática e no dia a dia esse atual salário mínimo brasileiro não dá nem para uma semana.

Sem Lula poderia estar pior

Esse salário mínimo de R$ 1.412,00 poderia ser ainda menor, caso Lula (PT) não tivesse voltado à presidência da República. Foi o petista que criou a política de valorizar o mínimo acima da inflação, dando também um incremento relativo ao crescimento do PIB do País. Após a presidenta Dilma (PT) ser golpeada em 2016, golpistas aboliram essa regra, retomada novamente.

É preciso avançar, rumo a esse piso do Dieese. 

Anúncio

Compartilhe!

Tópicos relacionados:

Dez matérias mais recentes:

Projeto aprovado na Câmara é praticamente o mesmo criado no governo do golpista Michel Temer e só atende a interesses de privatistas. Estudantes terão de conviver com o monstrengo dos itinerários (de)formativos, e docentes terão sobrecarga de trabalho.