Monstro: Bolsonaro recorre de decisão da Justiça para realizar Enem em Manaus

14/01/2021

Pelo Twitter, deputada Gleisi Hoffmann (PT-RS) e deputado Ivan Valente (PSOL-SP) repudiaram a atitude genocida, cruel e criminosa do presidente. O povo está morrendo asfixiado.

Publicidade

Sem nenhum apreço pela vida alheia. Foto/Reprodução/Estadão.
Sem nenhum apreço pela vida alheia. Foto/Reprodução/Estadão.

Política | Enquanto o povo de Manaus está sem oxigênio e morre asfixiado por complicações da Covid-19, o presidente Bolsonaro recorre de decisão da Justiça para realizar o Enem na cidade nos dois próximos domigos, 17 e 24. Atitude está sendo repudiada em todo o Brasil e já repercute em outras partes do planeta. Pelo Twitter, a deputada Gleisi Hoffmann (PT-RS) e o deputado Ivan Valente (PSOL-SP) classificaram a medida de Bolsonaro como cruel, criminosa e genocida. Veja, após o anúncio.

Os tuítes de Ivan Valente Gleisi Hoffmann

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...