Urgente | Pesquisas Datafolha indicam que eleitores de Bolsonaro agora rejeitam as medidas do governo! Leia e compartilhe...

15/01/2019 09:29

Populares festejam posse de Bolsonaro. A maioria agora rejeita as medidas do capitão. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Populares festejam posse de Bolsonaro. A maioria agora rejeita as medidas do capitão. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Medidas de Bolsonaro, como posse de armas, corte de direitos trabalhistas, Escola sem Partido e outras alcançam ou ultrapassam 80% de rejeição. Nem os bolsonaristas aceitam, mostram pesquisas do Datafolha

Bolsonaro | Segundo análise de pesquisas Datafolha realizadas em dezembro último — os próprios eleitores de Jair Bolsonaro discordam da ampla maioria das teses que o presidente quer aplicar agora em seu governo, embora o capitão as tenha defendido claramente durante a campanha de 2018. Ou seja, os bolsonaristas são no mínimo desajuízados, pois votaram em algo que não desejam para si. Análise foi publicada hoje (15) na Folha de S.Paulo.

Bolsominions rejeitam

"Sobre os temas pesquisados, com raras exceções, são massivamente contrários a quase todas as ideias do atual governo — as taxas de rejeição alcançam ou ultrapassam 80% quanto à posse de armas, debate político nas escolas [Escola sem Partido], privatização, proximidade com os EUA, perda de direitos trabalhistas e diminuição das terras indígenas", diz a matéria da Folha. 

Eleitores de Bolsonaro também não querem, ainda segundo a Folha e as pesquisas realizadas pelo Datafolha em dezembro último: "medidas contra o meio ambiente, participação do Brasil em guerras, mulher ganhar menos que homem, mulher ser estuprada e não ter o direito de abortar", dentre outras. Ou seja, eleitores do capitão na prática agora rejeitam o que o próprio capitão propôs na campanha.

Sobre isso, diz a matéria da Folha: "Com esses dados, fica a pergunta: como Bolsonaro foi eleito com tamanho desencontro entre representante e representados?" Resposta nossa: os bolsonaristas são no mínimo desajuízados. Ou loucos mesmo. Continua, após o anúncio.

Fim da aposentadoria

Matéria da Folha não fala sobre a reforma da previdência que o governo Bolsonaro quer aplicar e que, na prática, acaba a aposentadoria dos trabalhadores e atinge também a ampla maioria dos bolsonaristas. Mas duvidamos que algum bolsominion não queira se aposentar...

Leia também: