Pimenta diz que Ministério Público protege laranja da 'família metralha'! Leia e compartilhe...

28/12/2018 07:10

"A Lava Jato diante do Queiroz e do clã Bolsonaro vai mudar de nome e passará a se chamar Passa Pano" 

Política | O líder do PT na Câmara — deputado Paulo Pimenta — fez hoje (28) duras críticas ao Ministério Público por conta do tratamento benevolente que o órgão deu ao motorista Queiroz. Em Nota, o MP diz reconhecer que o motorista "sofre de grave doença" e aceitou que o amigo íntimo dos Bolsonaro deponha só quando ficar bom. 

Pimenta — em vídeo divulgado pelas redes sociais — diz que isso é um absurdo e um ato de covardia do Ministério Público. "A Lava Jato diante do Queiroz e do clã Bolsonaro vai mudar de nome e passará a se chamar Passa Pano".  Leia as críticas:

"É no mínimo ridícula a posição do Ministério Público sobre esse assunto do Queiroz, o laranja da família metralha. O Ministério Público deu uma declaração, que é uma espécie de declaração do advogado de defesa: que o Queiroz está doente e que, portanto, é necessário que se aguarde ele fazer uma cirurgia para prestar depoimento".

"Se ele [Queiroz] pôde dar uma entrevista ao SBT, porque não pode dar um depoimento ao Ministério Público? Se ele tem condições de falar com a imprensa, tem todas as condições de prestar um depoimento antes da cirurgia. É ridículo, isso é jogo de cena, é inaceitável a covardia do Ministério Público no caso do Queiroz". 

Fabrício Queiroz — amigo próximo da família Bolsonaro e ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro — foi flagrado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) em transações bancárias que somam R$ 1,28 milhão. Os valores são incompatíveis com sua renda. Depois de semanas em silêncio, ele argumentou em entrevista que os valores se devem a sua atividade informal como vendedor de veículos.

Fonte: PT na Câmara

Mais recentes sobre política: