MP de Bolsonaro completa o coquetel da morte e do caos social no Brasil

23/03/2020 13:33

Economia / Medida é para garantir os lucros bilionários acumulados por banqueiros e grandes empresários. Pequenos negócios e trabalhadores afundarão em um abismo. E o Covid-19 tende a se alastrar ainda mais por todo o País.

COMPARTILHE!

Publicidade

Presidente minimiza os efeitos da epidemia e toma medidas drásticas contra o povo para favorecer quem tem muito dinheiro.
Presidente minimiza os efeitos da epidemia e toma medidas drásticas contra o povo para favorecer quem tem muito dinheiro.

O presidente Jair Bolsonaro lançou uma Medida Provisória que permite ao setor privado suspender contratos de trabalho e ficar até 120 dias sem pagar salários. Somada à epidemia de coronavírus, essa MP completa o coquetel da morte e do caos social no Brasil. 

Ação visa exclusivamente preservar os lucros bilionários acumulados por banqueiros e grandes empresários. Trabalhadores e pequenos negócios afundarão em um abismo. E o Covid-19 tende a se alastrar ainda mais por todo o País. Continua, após o anúncio.

Proteção aos muito ricos

A MP do Bolsonaro visa proteger os bilionários lucros acumulados de banqueiros e grandes empresários. Segundo matéria do G1 (fevereiro/2020), os quatro maiores bancos do País lucraram juntos R$ 81,5 bilhões em 2019. Eis: Itau: R$ 26,583 bilhões; Bradesco: R$ 22,6 bilhões; Banco do Brasil: R$ 18,16 bilhões; Santander: 14,181 bilhões. 

Pelo menos parte deste dinheiro poderia ser usado agora para amenizar a crise e evitar que os trabalhadores fossem punidos com essa suspensão extrema de salários. Para tanto, bastaria também usar parte dos lucros que outras grandes empresas tiveram apenas no segundo trimestre do ano passado. Eis, segundo matéria do UOL (agosto/2019): (Ver após o anúncio).

  • Petrobras: R$ 18,87 bilhões 
  • Eletrobras: R$ 5,56 bilhões
  • Ambev: R$ 2,52 bilhões 
  • JBS: R$ 2,18 bilhões 
  • Tim: R$ 2,02 bilhões

Trabalhadores e pequenos negócios no abismo

Segundo o economista Carlos S Campelo, a MP do Bolsonaro só favorece os bancos e as grandes empresas. Para o especialista, pequenos negócios e trabalhadores entram é num abismo ainda maior. Além disso, alerta, medida tende a fazer a epidemia de coronavírus crescer ainda mais. Ele diz:

"A ampla maioria dos assalariados não tem reservas que lhes permitam ficar 120 dias sem receber salários. Isto vale também para os pequenos negociantes, pois não têm capital de giro para ficar quatro meses de portas fechadas. Dessa forma, pequenos empreendedores irão falir e mandar seus empregados embora de qualquer jeito." Continua, após o anúncio. 

"Sem emprego e desprotegido pela ausência de políticas corretas de saúde pública, todo esse público se torna presa mais fácil ainda do coronavírus, que inclusive tende a se alastrar ainda mais por conta de medidas extremas dessa natureza", conclui.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...