Morre o Nobel de Economia que nunca foi economista

28/03/2024

Daniel Kahneman morreu aos 90 anos. Ganhou o prêmio "por ter integrado percepções da pesquisa psicológica à ciência econômica."

Quinta-feira, às 00:20


Compartilhe a matéria


Nesta quarta-feira (27), morreu Daniel Kahneman, aos 90 anos. Mesmo sem ser economista, pelo menos do ponto de vista acadêmico, Kahneman ganhou o Nobel de Economia em 2002,  "por ter integrado percepções da pesquisa psicológica à ciência econômica, especialmente no que diz respeito ao julgamento humano e à tomada de decisões sob incerteza". Óbito do importante pesquisador foi destaque em grandes jornalões do mundo inteiro, como o New York Times, diário estadunidense.  

Veja mais, após o anúncio.



Tópicos relacionado:


Professor

"Nascido em Tel Aviv — Israel —, Daniel Kahneman era professor emérito de psicologia na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos. Também lecionou nas Universidades Hebraica, em Jerusalem, de British Columbia, no Canadá, e da Califórnia", segundo matéria do Valor Econômico (27).

Matéria continua.


Pix CEF

pix@deverdeclasse.org

João R P Landim Nt  


Pix Vakinha

3435969@vakinha.com.br

João Rosa Paes Landim Neto 

Principal livro

Também segundo o Valor Econômico, "o principal livro de Kahneman é um best-seller que vendeu milhões de exemplares em vários idiomas: "Thinking, Fast and Slow" ("Duas Formas de Pensar – Rápido e Devagar", na edição brasileira). Não é leitura que se possa dizer amena, mas permite a compreensão de princípios da economia comportamental mesmo por não iniciados em economia".


Compartilhar a matéria


Mais recentes sobre o tópico Mundo:


Mais vinte destaques no Brasil e no mundo...


1985. Morte de Tancredo Neves, primeiro quase presidente civil após o fim da ditadura militar instalada no Brasil em 1964.

1980. Durante a ditadura militar, o então líder sindical Luís Inácio Lula da Silva é preso por liderar uma famosa greve operária no ABC paulista.

2016. Câmara dos Deputados afasta a presidenta Dilma do cargo e dá início oficial ao golpe que levou Michel Temer e Jair Bolsonaro ao poder.

1917. Lenin volta de seu exílio na Suíça e, após chegar em Petrogrado, lança suas famosas "Teses de Abril, documento que daria origem à URSS.