Para "resolver" problemas no Mec, deputado do centrão sugere acabar o Enem

10/11/2021

Dono de grande faculdade privada, Átila Lira disse na Comissão de Educação da Câmara que exame é caríssimo e só serve para atingir o governo.

Átila Lira (PP-PI) é sócio com sua família de uma das maiores faculdades privadas do Norte e Nordeste, a Santo Agostinho. Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados.
Átila Lira (PP-PI) é sócio com sua família de uma das maiores faculdades privadas do Norte e Nordeste, a Santo Agostinho. Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados.

Educação | Em reunião nesta quarta-feira (10) na Comissão de Educação (CE) da Câmara, o deputado federal do centrão Átila Lira (PP-PI) defendeu o fim do Exame Nacional do Ensino Médio Enem. Proposta ocorreu durante sessão que debateu a crise no Inep/Mec que resultou no pedido de demissão de 33 servidores, que saíram após fazerem denúncia de crime de assédio moral e outros possíveis ilícitos relativos ao exame que disseram não querer assinar embaixo.

Justificativa

Como "justificativa" para sua ideia de acabar o Enem, dentre outras, Átila Lira disse que o exame é caríssimo e só serve para atingir o governo. Veja fala, após o anúncio.

CLIQUE e veja o deputado Átila Lira propondo acabar o Enem..


Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite para deixar também uma contribuição para o nosso site.

Faça uma pequena doação de um valor qualquer para que possamos continuar a manter este site aberto. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org - João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre educação...

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.