Adiamento do Enem é aprovado no Senado e apenas Flávio Bolsonaro votou contra os estudantes

20/05/2020 04:19

Forte pressão popular fez senadores cederem. Filho do presidente ficou isolado e agora projeto segue para votação na Câmara.

COMPARTILHE!

Publicidade

 Preocupação maior do senador é com as inúmeras denúncias de corrupção em que está metido. Foto/Reprodução
Preocupação maior do senador é com as inúmeras denúncias de corrupção em que está metido. Foto/Reprodução

Educação | A pressão popular funcionou e o Projeto de Lei (PL) 1277/2020 — que prevê o adiamento do Enem 2020 — foi aprovado ontem (19) à noite no Senado. 75 parlamentares votaram a favor de adiar o exame por conta da pandemia de coronavírus. Apenas Flávio Bolsonaro votou contra os estudantes. Todos os 18 líderes de partidos declararam votos favoráveis ao texto do projeto. Medida agora segue para votação na Câmara dos Deputados. Continua, após o anúncio.

Prorrogação automática

Segundo o Senado Notícias (19), o PL 1.277/2020 prevê que "em casos de reconhecimento de estado de calamidade pelo Congresso Nacional ou de comprometimento do regular funcionamento das instituições de ensino do país, seja prorrogada automaticamente a aplicação das provas, exames e demais atividades de seleção para acesso ao ensino superior."

Desolado

O senador Flávio Bolsonaro, único a votar contra os estudantes, saiu desolado da votação. O moço já anda com a cabeça meio zonza por conta das inúmeras denúncias de corrupção em que está metido.

O deputado Marcelo Freixo (Psol-Rj) e Guilherme Boulos, mesmo partido, fizeram comentários sobre isso em suas contas no Twitter. Ver após o anúncio.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...