Já são mais de 1,5 milhão de mortes por Covid-19 no mundo e Brasil é o 2º com mais vítimas fatais

04/12/2020 17:25

Os países que mais perderam vidas para a doença até agora são os EUA, com mais de 276 mil mortes, e o Brasil, que ultrapassou a marca de 175 mil óbitos.

COMPARTILHE!

Publicidade

Nos EUA e Brasil, muitas mortes poderiam ter sido evitadas, se Trump e Bolsonaro não tivessem agido de forma inconsequente em relação à pandemia. Foto: Agência Brasil.
Nos EUA e Brasil, muitas mortes poderiam ter sido evitadas, se Trump e Bolsonaro não tivessem agido de forma inconsequente em relação à pandemia. Foto: Agência Brasil.

Saúde | O mundo atingiu nesta sexta-feira (4) a marca de 1.509.544 vidas perdidas para a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, de acordo com os dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.

Primeiro no ranking de países com mais mortes e casos confirmados da doença, os Estados Unidos registraram até a manhã de hoje (4) 276.406 mortes por Covid-19 e, na quinta-feira (3), alcançaram outro recorde, o de mais de 100 mil pessoas hospitalizadas com a doença em um único dia. Foi a primeira vez que esse teto foi superado no país. Continua, após o anúncio.

Brasil, vice-campeão em mortes

Das 65.395.834 pessoas contaminados no mundo, 14.149.770 são norte-americanas. O segundo país com mais casos é a Índia, com 9.571.559 e 139.188 mortes.

O Brasil, segundo no ranking com mais vidas perdidas para a Covid-19 e terceiro em número de casos confirmados, ultrapassou a marca de 175 mil mortes. Na manhã desta sexta, o total era de 175.307 óbitos, sendo 776 registrados em 24 horas. A média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias foi de 544. A variação foi de 0% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nas mortes por Covid, quando não há aumento ou queda significativos.

Já em relação ao total de casos confirmados, o país tem 6.487.516. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 40.421 novos diagnósticos por dia, a maior desde 31 de agosto - quando chegou a 40.526. Isso representa uma variação de +37% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de alta nos diagnósticos. Continua, após o anúncio.

Situação nos Estados

Treze estados apresentaram alta na média móvel de mortes: PR, RS, SC, ES, MS, AC, AP, RO, CE, PB, PE, RN e SE.

Outros 10 estados mais o Distrito Federal estão com números estáveis, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente: MG, SP, DF, MT, AM, PA, RR, TO, BA, MA e PI

Em apenas 3 estados os números de mortes registraram queda: RJ, GO e AL. Continua, após o anúncio.

Toque de recolher

Depois do Paraná, foi a vez de Santa Catarina anunciar toque de recolher e ocupação máxima de 70% para o transporte coletivo com o objetivo de frear o avanço da Covid-19 e manter as atividades econômicas do estado.

A decisão foi tomada esta semana quando o estado classificou 15 das 16 regiões com risco gravíssimo para o novo coronavírus, e as medidas valerão para todo o estado por 15 dias a partir da data de publicação do decreto, que deve sair nesta sexta-feira (4).

A fiscalização caberá às instituições de segurança pública do Estado - polícias Militar e Civil - e poderá ser reforçada pelas cidades com as guardas municipais ou fiscais de vigilância sanitária.

Fonte: Central Única dos Trabalhadores — CUT

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...