Crise? | Prato a R$ 500,00 é pago com verba pública em restaurante caro e de luxo do Rio de Janeiro! Leia e compartilhe..

06/03/2019 11:37

Presidente Bolsonaro e seu filho Flávio Bolsonaro, senador pelo Rio de Janeiro. Foto: Agência Brasil.
Presidente Bolsonaro e seu filho Flávio Bolsonaro, senador pelo Rio de Janeiro. Foto: Agência Brasil.

Uma única refeição a R$ 500 equivale mais ou menos a umas 50 quentinhas de um trabalhador, dependendo da região do país. É muito desrespeito para com o povo.

Economia | Despesas corporativas do governo Bolsonaro provam que discursos de crise só servem mesmo para justificar cortes no salário mínimo ou ataques à aposentadoria dos trabalhadores. Quando se trata de manter e ampliar regalias palacianas, dinheiro público há de sobra. E como há.

Segundo matéria de hoje (6) do Estadão: "Os gastos com cartões corporativos da Presidência da República nos dois primeiros meses do governo Jair Bolsonaro aumentaram 16% em relação à média dos últimos quatro anos, já considerada a inflação no período. Apesar de ter seu fim defendido durante a transição, a nova gestão não só manteve o uso dos cartões como foi responsável por uma fatura de R$ 1,1 milhão." Que falta de dinheiro danada, não é, capitão?


Refeição a R$ 500,00

De acordo ainda com a mesma matéria: "[Só] no Ministério da Defesa (...) há registro de despesa de R$ 500 em um restaurante especializado em carnes argentinas na Marina da Glória, no Rio de Janeiro. O mesmo servidor também usou o cartão em um McDonald's de Brasília. Desta vez, a refeição foi bem mais modesta — custou R$ 19,90." Rapaz, um servidor faz refeição a R$ 500,00? Isto equivale a 50 quentinhas de um trabalhador. E a gastança foi logo numa pasta comandada por um general. Que decepção, não é bolsominions?

Restaurante Corrientes 348, situado na Marina da Glória, Rio. Um dos mais caros e melhores do país. É especializado em carnes argentinas. Tem filiais em São Paulo e EUA. Matéria do Estadão, no entanto, não especifica se gastança do governo foi feita nesse estabelecimento. Foto: Internet.
Restaurante Corrientes 348, situado na Marina da Glória, Rio. Um dos mais caros e melhores do país. É especializado em carnes argentinas. Tem filiais em São Paulo e EUA. Matéria do Estadão, no entanto, não especifica se gastança do governo foi feita nesse estabelecimento. Foto: Internet.

A maioria dos bolsominions tem dinheiro para frequentar um restaurante chique como esse? Na verdade, muitos não conseguem sequer comprar um sanduba em trailers de esquina. Continua, após o anúncio.

Sigilo

Diz ainda o Estadão: "Os valores foram divulgados apenas na semana passada, com atraso, após o Estado questionar a Controladoria-Geral da União (CGU). Mesmo assim, a descrição da maioria dos pagamentos é sigilosa. Nem mesmo a data em que a despesa foi feita é divulgada. O argumento é que informar os gastos do presidente pode colocar em risco a sua segurança." É o governo da honestidade e da transparência, não é mesmo?

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Leia também: